Sindicato quer mais segurança para servidores do Creas-Pop

0
92

O Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis cobrou do superintendente da Guarda Civil Municipal, André Luis Tavares, a presença de um GCM no Creas-Pop dos Campos Elíseos.

A cobrança do Sindicato se fez necessária, depois que um homem, armado com uma faca, entrou no Creas-Pop e tentou retirar a namorada à força do atendimento, ameaçando os servidores municipais.

“Os trabalhadores estão assustados, o homem estava armado e fez ameaças. Naquele local são atendidas pessoas com problemas de alcoolismo e com outros tipos de drogas. Tem trabalhador que está com problema de depressão, tamanha é a insegurança no local”, diz a coordenadora da Seccional da SEMAS, Alzira Aparecida Alves.

“Fomos chamados pelos servidores e cobramos a presença do superintendente da GCM na reunião. Os trabalhadores puderam mostrar a necessidade de se ter um guarda naquele local de trabalho. O superintendente disse que vai intensificar o patrulhamento no Creas-Pop, principalmente em horários de pico nos atendimentos. Essa é uma atitude paliativa, que resolve momentaneamente, mas o ideal é a presença de guardas fixos naquele local. Agora, sabemos que para que isso aconteça, é necessária uma política de investimentos na GCM, incluindo a contratação de mais guardas”, revela o GCM e diretor de sindicalização do Sindicato, Valdir Avelino.

De acordo com o superintendente da GCM o patrulhamento será intensificado no Creas-Pop. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui