Servidores não aceitam proposta do governo e greve vai acontecer

0
98

Os Servidores Municipais de Ribeirão Preto decidiram em assembleia geral pelo estado de greve a partir desta quarta-feira, dia 19 de março, ao rejeitarem a proposta feita pelo governo municipal. A prefeitura de Ribeirão Preto será oficializada da decisão dos trabalhadores pela greve, na quinta-feira (20/03), respeitando a legislação que tem como prazo o mínimo de 72 horas mediante decisão da assembleia.

A greve está marcada para as zero hora do dia 26 de março. Também com compromisso à legalidade, o movimento tem o objetivo de preparar a sociedade para o inicio do ato grevista. Com esse propósito, já foi agendada uma grande manifestação na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, na sessão legislativa do dia 27 de março, bem como publicações nos meios de comunicação de massa como jornais, rádios e televisão.

Na assembleia, que reuniu centenas de servidores, foi unânime a consideração de que a proposta é um desrespeito com o funcionário público por que não contempla as cobranças importantes que foram retiradas da pauta de negociação “não foi levado em conta às reivindicações que foram construídas de forma democrática com os servidores e itens sociais, o governo não se ateve a analisar com atenção e respeito itens da pauta considerados de essencial relevância para a classe trabalhadora” afirmou o Presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

A comissão de negociação espera que a Prefeitura chame para uma nova rodada de negociações afim de responder e dirimir todos os itens da pauta de reivindicações até a data da greve.

 

Propostas da Prefeitura Municipal aos Servidores:

Reajuste de 5,56% no salário – referente a inflação de 2013

 

Vale alimentação: reajuste de 10% – passando de R$ 500 para R$ 550

 

Reajuste de 10% na cesta básica nutricional dos aposentados

 

Além dos outros itens de qualidade no serviço público (não econômicos)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui