Ponto de Encontro: projeto criado para servidores aposentados e pensionistas é um sucesso

0
138

O Projeto Ponto de Encontro, criado para os servidores aposentados e pensionistas é um sucesso.  Organizado pela Seccional do IPM – Instituto de Previdência dos Municipiários – do Sindicato dos Servidores Municipais, a confraternização de lançamento do projeto aconteceu na sexta-feira, 16 de maio, e reuniu aproximadamente 200 aposentados e pensionistas no Palestra Itália Esporte Clube, no bairro Campos Elíseos. Ao som de música ao vivo, com a dupla de servidores Marcelino Aparecido e José Lair, tecladista, (que inclusive é aluno da Escola de Música do Sindicato), não faltou disposição para o grupo da terceira idade se arriscar nos passos de dança em frente ao palco. Além da animação, houve sorteio de brindes, homenagens ao dia das mães, aos aniversariantes do mês, aferição de pressão, maquiagem, além de comida e bebida à vontade. “Adorei, me diverti demais e pretendo voltar sempre que puder” foi o que disse uma das aposentadas de 93 anos ao descrever o projeto.

Assim como ela, aqueles que aprovaram a iniciativa já podem se preparar, segundo a Coordenadora da Seccional do IPM, Elizete Flosino, está agendado, ainda para este mês nos dias 23 e 30 a nova programação do Projeto Ponto de Encontro. “Estaremos trabalhando sempre por eles. Tudo que nós fizermos ainda será pouco para o que eles [aposentados] merecem”afirmou a coordenadora. “Tivemos muito trabalho. A dona Cida correu muito e felizmente tudo saiu como o planejado. Fizemos com muito carinho e o que nos deixou muito feliz foi ver os aposentados e pensionistas se divertirem. Tenho certeza de que as sextas-feiras serão muito mais alegres com os nossos encontros”, ressalta a diretora do Sindicato e uma das organizadoras do evento, Vilma Cruvinel.

Segundo a organização, novas atividades serão pensadas para aprimorar o Ponto de Encontro e os aposentados podem participar com sugestões. “As portas do Sindicato estarão sempre abertas para os nossos aposentados, esperamos que eles nos deem sugestões; acompanhem nosso trabalho; nós fazemos com muito amor; pensando em cada detalhe para agradá-los. Não queremos que eles pensem que a vida acaba depois da aposentadoria, não queremos que eles fiquem carentes de atenção, por isso, sempre lutaremos por eles”, finalizou a responsável pela seccional.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui