Sindicato propõe enxugamento de Secretarias em Audiência da LDO

0
118

Em audiência pública da Lei Diretrizes Orçamentárias (LDO), realizada na manhã desta terça-feira, dia 19 de maio, na Câmara Municipal, o Sindicato dos Servidores propôs uma Reforma Administrativa, com  o respectivo enxugamento de Secretarias no município de Ribeirão Preto. A sugestão foi feita diante das afirmações constantes do governo municipal sobre os problemas financeiros enfrentados na cidade. Na proposta, encaminhada pelo presidente do Sindicato dos Servidores, Wagner Rodrigues, algumas Secretarias seriam fundidas numa única pasta, o que traria para Ribeirão uma economia considerável. A sugestão reduziria para dez o número de Secretarias no município.

“Esse discurso maçante de que a administração passa por dificuldades financeiras não condiz com as atitudes do governo. Não adianta fazer economia de perfumaria, cortando papel, cafezinho e outras besteiras. Economia se faz com uma administração eficiente, com cortes relevantes, como a diminuição dos cargos comissionados sem vínculo, os sanguessugas do serviço público. Com a redução do número de Secretarias seria impossível manter todos os sanguessugas amontoados e sem ter o que fazer em um único ambiente. Sem contar a economia com alguns cargos de primeiro escalão, que sequer sabem o que estão fazendo”, ressalta o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

A ideia do Sindicato é de concentrar algumas pastas em apenas uma Secretaria. Há anos a entidade que representa os trabalhadores também defende a construção de um  Centro Administrativo para Ribeirão, a fim de dar agilidade às decisões do poder público.

“Gasta-se horrores com aluguéis de prédios e casas adaptadas que não oferecem o mínimo de condições de trabalho para os servidores e de atendimento à população. Um Centro Administrativo e o enxugamento das Secretarias representariam um grande avanço administrativo para a cidade. O problema é que o governo não pensa dessa forma e as dívidas vão se acumulando. Ribeirão não pode ser gerida da maneira retrógrada como ocorre hoje”, salienta Wagner.

Veja abaixo a proposta de reestruturação administrativa feita pelo Sindicato e como seria a junção das Secretarias:

Secretaria  – 1 – Administração e Fazenda

Secretaria 2 –  Esporte, Cultura e Turismo

Secretaria – 3 – Daerp, Infraestrutura e Meio Ambiente

Secretaria – 4 – Educação

Secretaria – 5 – Saúde

Secretaria – 6 – Assistência Social

Secretaria – 7 – Casa Civil, Governo e Negócios Jurídicos

Secretaria – 8 – Planejamento e Obras Públicas

Secretaria – 9 – Secretaria Municipal de Segurança Pública – GCM – (seria criada)

Secretaria – 10 – Secretaria Municipal de Transporte  – (seria criada, com o fim da Transerp)

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui