OPERAÇÃO XÔ SANGUESSUGA: Sindicato fecha SEMAS

0
134

O Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto deu sequência, nesta sexta-feira, dia 4, a ‘Operação XÔ SANGUESSUGA’, exigindo a exoneração de ocupantes de cargos em comissão sem vínculo e o fim das terceirizações. A Operação que começou no início da manhã, mesmo debaixo de chuva seguiu até a tarde na SEMAS – Secretaria da Assistência Social, localizada na Rua Augusto Severo, 819, Vila Tibério, entre o Parque Maurílio Biagi e o Terminal Rodoviário.

ATE AGORA NADA –
O Governo Municipal anunciou há cerca de 15 dias que atingiu o limite da Lei de Responsabilidade Fiscal e que tomaria medidas drásticas. O Sindicato iniciou a Operação XÔ SANGUESSUGA exigindo que as medidas começassem pelo próprio Governo, com as demissões dos ocupantes em cargo em comissão sem vínculo e que estes cargos fossem ocupados por servidores de carreira, gerando economia nos cofres públicos e acabando com a farra dos cabides de emprego.

Cerca de 40 comissionados sem vínculo foram encontrados pelo Sindicato na SEMAS. Eles não entraram para trabalhar. O Sindicato presenciou quando a secretária da SEMAS quis entrar com outra pessoa no carro. Foi apurado que era o pai dela e que ele fica na Secretaria, sob os cuidados da secretária, todas as manhãs no prédio do órgão público. “Imagina se todos os servidores resolverem trazer o pai, filho ou alguém para cuidar em seu local de trabalho. Não vai funcionar”, diz Wagner Rodrigues, presidente do Sindicato.

A primeira Operação XÔ SANGUESSUGA aconteceu no DAERP e posteriormente na INFRAESTRUTURA. Depois da SEMAS a Operação continuará na próxima semana em todos os órgãos municipais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui