Guarda Civil Municipal fará ronda escolar

0
141

Representantes da Guarda Civil Municipal conversaram sobre estratégias de segurança que podem contribuir para a redução de furtos e roubos nas escolas municipais em uma reunião na sede do SSM-RP – Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto – nesta terça-feira, 02 de setembro. O grupo definiu que é possível fazer um trabalho de ronda escolar intensificado com o propósito de inibir a ação de bandidos. O trabalho teve início esta semana. “Vamos fazer as rondas e intensificá-las nos horários de entrada e saída de alunos. Outra questão que definimos, junto com um representante da CIPA, é que o GCM nunca deve fazer esse trabalho sozinho, queremos que, no mínimo, dois guardas realizem essa função”, disse o Coordenador da Guarda Valdir Avelino que também esteve na reunião.

Ainda segundo o coordenador, a reunião foi útil para traçar um plano de ação dentro do que as escolas necessitam. Ele afirma que, com o início dos trabalhos, o  modus operandi irá sendo moldado até se alinhar com a demanda. “Queremos estreitar nossa relação com a direção das unidades, nos horários de maior movimento vamos fazer as rondas e ficar um período na porta das escolas, também estudamos colocar um livro ponto nas secretarias para o GCM que estiver escalado para esse trabalho assinar”, completou Avelino.

A intervenção da guarda surgiu depois que o Sindicato denunciou a insegurança que os profissionais da educação vivem em algumas escolas de regiões violentas de Ribeirão Preto. O Coordenador da Seccional da Educação, Professor Donizeti Aparecido Barbosa, considera a iniciativa um começo para que todos envolvidos na comunidade escolar se sintam mais seguros. “Esse tipo de ação foi uma das propostas que levamos para a secretária da educação Débora Vendramini na última reunião que discutimos sobre a questão da insegurança. O trabalho dos guardas irá tranquilizar os professores, os alunos e principalmente os pais. Reconhecemos que outras ações também devem ser incorporadas, mas, por hora, a GCM nos dará total apoio”, disse o coordenador.

 

EMEI Professor Miguel Mussi e a EMEF Sebastião de Aguiar Azevedo

 As duas unidades escolares foram visitadas por representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto logo após serem vítimas da criminalidade e registrarem os casos na delegacia de polícia. Na unidade de educação infantil, uma das salas foi arrombada durante a noite e diversos materiais escolares foram furtados. A suspeita é que o indivíduo tenha pulado o muro da escola por um terreno abandonado. Ninguém foi preso.

Na escola de ensino fundamental o prejuízo foi ainda maior, praticamente todos os materiais eletrônicos foram levados por criminosos ainda não identificados. O caso também ocorreu durante a madrugada. Ainda na mesma escola, uma professora chegou a ser abordada por bandidos armados na entrada do estacionamento, eles queriam a bolsa da trabalhadora, mas ela pediu por socorro e os bandidos fugiram sem levar nada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui