Daerp: Reunião define abertura de concurso, renovação de frota e fim das terceirizações

0
103

Depois da paralisação de mais de três horas dos trabalhadores do Departamento de Água e Esgoto (Daerp), na sexta-feira, dia 8 de março, uma reunião com o governo municipal foi realizada, na manhã de segunda-feira, dia 11, para discutir os problemas da autarquia. O encontro aconteceu no Palácio Rio Branco e teve a participação do Sindicato dos Servidores, dos trabalhadores do Daerp, dos secretários da Administração e de Governo (Marco Antonio e Jamil Albuquerque, respectivamente) e do superintendente da autarquia, Marcelo Galli. A prefeita, Dárcy Vera, que estava em São Paulo, conversou com os servidores através de um rádio comunicador. Na reunião, vários assuntos foram debatidos e soluções foram propostas.
Concurso público
Na reunião, o governo municipal anunciou a realização de concurso público para a contratação de servidores em diversos cargos para o Departamento de Água e Esgoto de Ribeirão Preto.
A promessa é de que em 30 dias, o processo de contratação de um instituto para a realização do concurso seja concluído.
O processo todo, desde a contratação do instituto até à realização do concurso e o chamamento dos aprovados deve levar, em média, 90 dias.
O anúncio da realização de concurso público para o DAERP foi feito pela prefeita Dárcy Vera. O concurso vai abranger a parte operacional, administrativa e de nível superior.
“Esse momento era muito esperado no DAERP. Há anos estamos sofrendo com a falta de funcionários, ou por doença, ou falecimento, ou aposentadoria. Será a renovação das forças do DAERP”, diz o coordenador da Seccional do DAERP, Jorge Ferreira “Radim”.
Fim da terceirização!
Com o anúncio da realização de concurso público para a contratação nos diversos cargos, em todos os setores do DAERP, também chega a notícia do fim das terceirizações na autarquia. Com a contratação de trabalhadores concursados não haverá mais a necessidade de se terceirizar serviços no DAERP.
“O Sindicato sempre se posicionou contra a terceirização, em qualquer setor da prefeitura. Com o anúncio do concurso público, decretamos também a morte da terceirização no DAERP. O serviço terceirizado só interessa para a empresa contratada, pois ela paga pouco aos seus funcionários e lucra muito com o contrato de terceirização. Sem dizer que o serviço prestado pelas terceirizadas do DAERP é de péssima qualidade”, ressalta o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.
“Com o concurso e o chamamento dos aprovados vamos tirar de uma vez por todas as terceirizadas do DAERP. Vamos acabar gradativamente com a terceirização na autarquia”, afirma a secretária geral do Sindicato, Jacira Campelo.

Frota
Na reunião entre Sindicato, trabalhadores e governo, a prefeita Dárcy Vera também anunciou a renovação da frota de veículos do DAERP.
Na manifestação dos trabalhadores realizada no dia 8 de março, também ficou claro o descontentamento da categoria com os veículos utilizados pelos servidores no dia-a-dia de trabalho. Muitos caminhões apresentam vazamentos de óleo nas rodas, o que prejudica o sistema de freio do veículo.
“É uma temeridade deixar veículos como estes circularem pelas ruas da cidade. É risco para o trabalhador e para os outros motoristas e passageiros que circulam nas mesmas vias”, diz o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
Há anos o Sindicato dos Servidores tem cobrado das administrações municipais maiores investimentos em equipamentos e veículos. “São equipamentos e veículos antigos. Alguns caminhões não têm a mínima condição de circularem nas ruas da cidade. Essa é uma luta antiga do Sindicato e dos trabalhadores e a vitória está bem próxima”, fala o diretor de sindicalização do Sindicato, Valdir Avelino.
Além da renovação da frota existente, mais veículos serão comprados para atender toda a demanda.
Investimento em tecnologia
O Sindicato dos Servidores também cobrou do governo municipal investimentos em tecnologia para melhorar as condições de trabalho dos servidores e dar mais segurança aos trabalhadores.
“Queremos modernização. Investimentos em tecnologia vão melhorar as condições de trabalho dos servidores. Os leituristas, por exemplo, precisam de equipamentos modernos para ter uma resposta melhor dos serviços que são executados por eles. Isso vai refletir diretamente na qualidade do serviço prestado à população. Precisamos de equipamentos com o mapa subterrâneo de nossa cidade. Hoje o servidor vai escavar um determinado local para resolver o problema de vazamento de água e corre o risco de atingir uma tubulação gás subterrânea e provocar um acidente de proporções inimagináveis. Não queremos que os servidores e a população corram qualquer tipo de risco”, comenta o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.
Contratar servidores, renovar e aumentar a frota, melhores condições de trabalho e investimentos em tecnologia é a solução para o DAERP.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui