Sindicato vai expor sua posição contrária a volta às aulas presenciais em audiência pública que debaterá o assunto

0
379

Entidade que representa o funcionalismo é contra o retorno das aulas sem a garantia de segurança para os profissionais, alunos e familiares

Acontece na próxima quarta-feira (19), na Câmara Municipal de Ribeirão Preto, audiência pública para discutir a possibilidade de retorno das atividades presenciais na escolas públicas do município. O Sindicato dos Servidores Municipais já se posicionou contrário a qualquer decisão precipitada e que coloque em risco servidores, alunos e familiares. A entidade vai participar do debate e está convidando os trabalhadores e os pais a se manifestarem também.

Promovida pela Comissão Permanente de Educação, Cultura e Tecnologia da Câmara, a audiência colocará em discussão a situação das instituições de ensino do município, que chegou há poucos dias na fase amarela e segue registrando um crescente número de casos de infectados por Covid-19.

Recentemente o governo de São Paulo anunciou a retomada das aulas presenciais nas escolas públicas e privadas do estado para o dia 7 de outubro.
“A audiência pública é o local onde todos devemos estar para protestar e demonstrar a incoerência de quem deseja o retorno às aulas presenciais sem qualquer segurança para as crianças e adolescentes que frequentem as escolas públicas. Uma coisa é certa: sem vacina, sem aula”, ressaltou o coordenador da Seccional da Educação, professor Donizeti Aparecido Barbosa.

Para o Sindicato, antes de se debater a data de retorno, é preciso estabelecer protocolos eficazes de segurança, e mais prudente ainda seria esperar pela vacina, que garantiria imunidade de forma coletiva e um ambiente mais tranquilo para a volta.

“Não cabe precipitação neste momento tão delicado para o mundo. É inconcebível colocar em risco a vida de alunos, familiares e servidores. Para nós o retorno às aulas presenciais ainda é uma realidade distante, a cidade segue registrando mortes, tem mais de 70% dos leitos ocupados e nenhum protocolo de segurança planejado ou estabelecido para as escolas. A administração municipal está pronta para assumir a responsabilidade pelas vidas que podem ser prejudicadas? Acredito que não”, finalizou o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

A audiência acontece nesta quarta-feira (19), à partir das 18h30 na Câmara Municipal. A presença no plenário da Casa de Leis será limitada a 40% da capacidade total do espaço, porém é possível participar virtualmente da discussão. Para tanto é preciso confirmar presença através do email glauciaberenice@camararibeiraopreto.sp.gov.br.

O debate também será transmitido pela TV Câmara através do canal 31.4 nas TVs digitais, 09 na VivoTV e 05 na NET. Também é possível acompanhar pelo Facebook (www.facebook.com/redelegislativa/) e YouTube (https://www.youtube.com/channel/UCqQhCrYl2nXCmLGZ83zZ6yw/videos).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui