Sindicato se reúne com superintendente e cobra graduação de GCMs

0
111

O diretor de sindicalização do Sindicato e Guarda Civil Municipal, Valdir Avelino, se reuniu na tarde de segunda-feira, dia 21 de outubro com o superintendente da GCM, André Luiz Tavares, e cobrou que os 11 guardas que tiveram o período de estágio probatório encerrado passem do nível 107 para o 112.

“O Superintendente precisa cumprir a lei, que diz que todos os GCMs, automaticamente, ao graduar vão diretamente para 1ª classe”, argumenta Valdir.

Para o sindicato, se o gestor da Guarda Civil Municipal cumprir a Legislação 1350/02, que garante a inclusão dos guardas da 1ª Classe para a Classe Distinta ou Especial, haveria cargos suficiente para integrar aqueles servidores que completaram o estágio Probatório.

Seccional da Guarda apresenta solução!

Além de denunciar a falta de gestão por parte do superintendente que não aplica a legislação 1350/02, o Sindicato, através de sua Seccional da GCM, apresentou a solução para o impasse.

 “Como existem cargos abertos para GCMs femininas e o governo não completou as vagas existentes, entendemos que corporação pode substituir as vagas femininas por masculinas. O que não pode é existir 11 GCMs, que possuem o direito de mudar de classe, ficarem no prejuízo”, ressalta Valdir.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui