Sindicato quer punição contra a prefeitura por descumprimento da liminar das escalas

0
100

Entidade afirmou em entrevista coletiva que o governo descumpriu a decisão liminar e tentou “vender gato por lebre” protocolando uma relação nominal de servidores por secretarias como se fosse escala de trabalho.

O Sindicato dos Servidores Municipais vai pedir na Justiça a punição à prefeitura Ribeirão Preto pelo fato da mesma não cumprir a decisão liminar que obriga o governo municipal a fornecer a escala contingencial de trabalho dos servidores durante a greve. O anúncio foi feito na tarde de ontem em uma entrevista coletiva concedida à imprensa do município. O documento enviado à entidade que representa a categoria é um afronto à Justiça, aos trabalhadores e à população.

Contrariando a decisão do juiz da 2ª Vara da Fazenda Pública, Dr. Paulo Cícero Augusto Pereira, que obrigava a Prefeitura apresentar uma escala contingencial de greve em comum acordo com o Sindicato ou entregar em 48 horas os documentos da escala original, o governo de Ribeirão protocolou uma imensa relação nominal de servidores, sem a indicação dos locais de trabalho, funções e as jornadas a serem cumpridas, omitindo-se em fornecer informações cruciais para a montagem das escalas de trabalho em 80% como determina a liminar, trazendo assim diversos problemas e implicações decorrentes de tal postura. Nesse contexto, a recusa da prefeitura em debater com o Sindicato uma escala de greve contingencial visa atacar não apenas a entidade, mas a viabilidade da medida prevista em lei.

“Esta postura do Governo é prejudicial aos interesses da sociedade e afronta a lei de greve. O governo tentou vender “gato por lebre”. Por este motivo queremos que Justiça puna a prefeitura pelo descumprimento da liminar das escalas”, finaliza o presidente da entidade, Laerte Carlos Augusto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui