Sindicato cobra do IPM revisões de aposentadorias e aplicação do PCCS

0
96

A Diretoria Atuante, do Sindicato dos Servidores, cobrou do superintendente do Instituto de Previdência dos Municipiários (IPM), Luiz Carlos Teixeira, a aplicação da emenda constitucional 70, de 29 de março de 2012, que prevê a revisão das aposentadorias por invalidez, a revisão do qüinqüênio e sexta parte dos aposentados e pensionistas, além da revisão do Plano de Cargos, Carreiras e Salários, acordado na data base deste ano e que será colocado em prática no mês de agosto.
“Alteração nos critérios de cálculos vai exigir a correção na aposentadoria por invalidez. Por este motivo procuramos o superintendente do IPM para cobrar que essa revisão seja feita. Vale lembrar que o IPM terá, no máximo, seis meses para fazer a correção e que o trabalhador na terá nenhum prejuízo, pois a revisão tem efeito retroativo, a partir da data da publicação, que é 29 de março deste ano”, fala o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues. “A data base deste ano entrou para história também dos aposentados e pensionistas. O Plano de Cargos, Carreiras e Salários também será aplicado para os aposentados. A maioria tem mais de 24 anos de serviços prestados e, automaticamente, subirá quatro níveis. Isso vai representar muito na vida dessas pessoas. Queremos que o IPM se antecipe a faça as revisões que serão necessárias para que em agosto ocorra tudo tranquilamente”, diz a diretora do IPM, Elizete Flosino.
“Também estamos cobrando do IPM a revisão no qüinqüênio e sexta parte dos aposentados, pois houve um erro no passado que precisa ser corrigido agora”, argumenta o secretário geral do Sindicato, Valdir Avelino.
Durante a reunião, o superintendente do IPM se mostrou sensibilizado com as cobranças feitas pelo Sindicato. “As cobranças feitas nesta reunião são legítimas e têm de ser atendidas. Só precisamos encontrar a forma para atendê-las. Tudo que for para o bem dos aposentados nós vamos procurar fazer”, finaliza Luiz Carlos Teixeira.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui