Sindicato acompanha treinamento da CIPA

0
139

Assim que as eleições da CIPA – Comissão Interna de Prevenção de Acidentes – terminaram, os eleitos começaram a se preparar para ocupar os cargos considerados fundamentais na redução do número de acidentes de trabalho e doenças ocupacionais. O treinamento acontece no auditório Pedro Parelo da Silva no Centro Cultural Palace em Ribeirão Preto e teve início nesta primeira semana de setembro com duração de cinco dias. 

Durante esse período, aproximadamente sessenta e dois cipeiros participam de palestras que mostram como é elaborado o plano de trabalho de prevenção em segurança e saúde no trabalho; como verificar situações de risco e formar mapas com esses resultados, além de debates sobre a rotina de um integrante da CIPA. Segundo a Chefe da Divisão de Segurança e Medicina do Trabalho, Valéria Dalboni, o trabalho é fundamental para o início das atividades preventivas dentro do ambiente profissional. “Nós temos alguns eleitos que já fizeram parte da cipa em outros momentos, esses já têm experiência e estão se reciclando, os demais, estão se empenhando e sendo cuidadosamente orientados pelos palestrantes. Todos saíram daqui preparados para desempenharem um excelente papel para qual foram escolhidos em votação”. Salientou Dalboni. 

As eleições terminaram em junho e os servidores escolheram por votação eletrônica os seus candidatos em 8 secretarias do governo. Para o Diretor do Departamento de Segurança e Medicina do Trabalho, Gaspar Marcelino Lemos, esse momento em que o treinamento das equipes acontece é a soma de um trabalho árduo do Sindicato dos Servidores junto ao governo municipal que por muitos anos deixou a comissão de prevenção de acidentes inativa. “Em acordo com a Portaria 3214 do Ministério do Trabalho todos os eleitos têm que passar por um treinamento de no mínimo 24 horas. Esse é o ponto final do processo eleitoral”. Marcelino também esclareceu que isso só foi possível depois de muita cobrança da administração. “Tudo está caminhando conforme pedimos, agora, temos que cobrar que funcione na prática também, só no papel não adianta. Vamos verificar se está sendo cumprido o que tem que ser feito nos ambientes de trabalho. O empregador tem que dar condições para que os cipeiros possam desenvolver suas atividades. Não pode haver empecilhos” ressaltou o Diretor.

 

Registros de acidentes devem diminuir

 Nos últimos meses o SSM-RP – Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto – cobrou insistentemente do governo a formação da CIPA em todos os departamentos da administração. Havia uma preocupação com o esquecimento dos governantes sobre a importância de uma CIPA atuante no dia a dia dos trabalhadores. Desde 2010 esse trabalho foi deixado de lado pelo governo ou “funcionou” de maneira inadequada. A própria administração admitiu esta situação e, inclusive, com um agravante na área da Saúde, onde os registros de acidentes são críticos. Pelo menos 40 casos são registrados por mês, mas, a quantidade deve ser praticamente o dobro do documentado, já que, nem todos os trabalhadores formalizam o registro do acidente. “Esperamos que esses números de acidentes e de doenças ocupacionais diminuam a partir de agora com a atuação da Cipa nas secretarias” finalizou Marcelino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui