Prefeitura dá calote e servidores ficam sem vale-transporte intermunicipal

0
204

Outro calote da Prefeitura de Ribeirão Preto “pesou” no bolso de alguns Servidores Municipais, desta vez, o governo deixou de repassar o dinheiro às empresas que fornecem o vale-transporte intermunicipal para trabalhadores que moram em cidades da região. Segundo eles, isso está acontecendo há aproximadamente dois meses e algumas das cidades afetadas são: Cravinhos, Guatapará, São Simão e Jardinópolis. Ao procurarem a instituição que os representam, os trabalhadores contaram que, nos últimos dias, só conseguem trabalhar porque estão custeando as viagens com dinheiro do próprio bolso. Esta não foi a única surpresa que o trabalhador teve neste final de ano, no mês passado, o governo também deixou de pagar a parcela dos 5.15% a pelo menos 4 mil servidores.

Também não foi a primeira vez que o repasse deixou de ser feito pela prefeitura. Em abril deste ano, a mesma reclamação foi levada ao SSM. “Este absurdo se repete novamente e a gente percebe que o governo não se preocupa com as sanções previstas na lei. O trabalhador que mora fora de Ribeirão Preto não tem dinheiro para ficar bancando o preço das passagens todos os dias pra vir trabalhar. Tem trabalhador perdendo dia de serviço por falta de dinheiro, por exemplo” disse Wagner Rodrigues, Presidente do Sindicato.

Todos os meses 6% do salário de servidores que optam pelo vale-transporte intermunicipal são descontados automaticamente do salário pelo governo. “Onde já se viu descontar a parte que compete ao servidor e não repassar a parte patronal. O trabalhador está pagando por algo que ele não está recebendo. Se apossar do dinheiro do trabalhador é crime. Isso pode dar improbidade administrativa”, afirma Diretor de Sindicalização, Valdir Avelino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui