Pediatra é roubada em UBS e Sindicato pede mais segurança

0
136

Diretor da Seccional da Saúde esteve na unidade assim que tomou conhecimento do caso.

 

A médica pediatra foi roubada por um homem armado quando estava no estacionamento da UBS Albert Sabin do bairro Jardim Marincek em Ribeirão Preto. A servidora foi abordada quando pegava seu carro no estacionamento pouco depois de encerrar o plantão de quatro horas na unidade, o indivíduo anunciou o assalto e roubou a bolsa, objetos pessoais e um celular; antes de fugir ainda arrancou a corrente do pescoço da mulher. A Guarda Civil Municipal e a Polícia Militar estiveram no local pouco tempo depois, mas até o momento ninguém foi preso.

O Diretor da Seccional da Saúde, Célio Aparecido Costa, foi avisado por uma das colegas de trabalho da pediatra e também esteve na unidade. “Ela me ligou desesperada contando o que havia acontecido. Quando cheguei conversei com a médica que foi vítima do assalto e ela estava em estado de choque, tivemos que levá-la pra casa, pois ela nem conseguia dirigir”. Afirmou o Diretor que também disse que a vítima registrou o boletim de ocorrência.

Colegas de trabalho da médica colocaram um cartaz cobrando providências do governo em relação a segurança.

A médica chegou a afirmar depois do roubo que não pretende mais voltar a trabalhar na mesma unidade, pelo menos por enquanto, apesar de gostar muito do trabalho que desenvolve com a comunidade local, ela não se sentiria mais segura. “Ela passou por um trauma muito grande, outros trabalhadores também estão assustados”. Célio, também afirmou que se reunirá urgentemente com o conselho local da unidade para avaliar a situação e cobrar as providências necessárias do governo municipal. “Dar segurança para os servidores nos seus locais de trabalho é uma obrigação do governo. Já colocamos essa preocupação com a segurança dos trabalhadores da saúde diversas vezes para o secretário, mas, ele insiste em tratar esses casos simplesmente como um reflexo do aumento da violência em todo país. Como se devêssemos nos conformar com a situação, mas não é isso que o Sindicato fará. Ele está enganado”. Ressaltou o diretor que deve levar o caso pessoalmente para o secretário nos próximos dias e cobrar a instalação de câmeras de monitoramento o quanto antes na unidade de saúde.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui