Desrespeito total: Governo fala da proposta apenas para a imprensa e oferta não é entregue para trabalhadores

0
105

Trabalhadores decidem pela permanência da greve que parte para o sexto dia e deve aumentar a adesão da categoria. Assembleia está marcada para às 18 horas desta terça-feira

A falta de respeito do governo municipal (uma afronta na verdade) com os servidores passou dos limites nesta segunda-feira (03) ao sinalizar uma oferta em um único papel para os servidores, sem qualquer discussão dos itens reivindicados, e não entregar a proposta de reajuste salarial para a categoria. Após mais de um mês com as reivindicações dos servidores em mãos, a prioridade do governo também foi demonstrada quando a administração deixou cerca de dois mil trabalhadores na porta da prefeitura aguardando uma proposta de reajuste para informar, em primeira mão, a imprensa de Ribeirão Preto da oferta que seria encaminhada para a categoria. Para piorar o cenário, já bastante desgastado, a atual gestão recusou-se a entregar a proposta para o presidente do Sindicato e para os membros da comissão de trabalhadores. Não foi permitida a entrada da comissão de greve dos servidores no Palácio Rio Branco para receber o envelope com a proposta.

298

Não foi permitida a entrada do Sindicato e da comissão de negociação no Palácio Rio Branco para o recebimento da proposta

“Foi muito desrespeitosa a atitude do governo com os servidores. A administração está com as reivindicações dos trabalhadores desde o dia 02 de março e, depois de mais de um mês, aparece com um único envelope para entregar aos servidores, após o término da assembleia, sem estabelecer qualquer tipo de debate. O elemento de convencimento é o fundamento, e da forma que o governo fez, através de um ofício, é impossível fundamentar qualquer coisa. Tem mais um detalhe. Já são cinco dias de greve, mais de um mês com a pauta em mãos, e hoje passamos o dia todo, desde às 8 horas, em frente a prefeitura para o governo informar a imprensa de Ribeirão primeiro da proposta, ao vivo, através de um programa de rádio, e nos deixar aguardando. Essa foi a gota de água que faltava para acabar com o resto da paciência do trabalhador”, diz o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto

Como a proposta não foi entregue ao presidente do Sindicato e para a comissão de negociação da categoria, o servidores aprovaram na assembleia pela continuidade da greve, que chega nesta terça-feira ao sexto dia. Também ficou definido que os servidores continuarão assinando o livro ponto em frente a prefeitura. A comissão de negociação dos trabalhadores também irá para a prefeitura, às 9 horas, para tentar receber o envelope com a proposta do governo.

Uma nova assembleia será realizada nesta terça-feira (04), às 18 horas, em frente ao Palácio Rio Branco. A concentração dos servidores terá início a partir das 16 horas.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui