Data-Base: Depois de mais de um mês projetos são aprovados pela Câmara

0
144

Com o plenário cheio de servidores, a Câmara Municipal aprovou, por unanimidade, os projetos referentes a data-base dos trabalhadores, pondo fim aos itens que dependiam de apreciação dos parlamentares. Os projetos que continham erros e outros que não haviam sido encaminhados, foram enviados de forma correta para a sessão de terça-feira (dia 5 de maio) e aprovados na Casa de Leis, contemplando tudo que foi acordado na data-base da categoria.

Esclarecimentos

Durante a sessão da Câmara, algumas dúvidas em relação ao projeto que foi enviado deixaram os servidores preocupados. Foi necessário a suspensão temporária da sessão para explicar exatamente aos servidores o teor do texto do projeto. Após os esclarecimentos, os projetos foram votados e aprovados pelos vereadores.

Erros e nova greve

Os erros contidos nos projetos enviados para a Câmara no dia 30 de abril, motivaram o Sindicato dos Servidores a propor uma nova greve caso os problemas não fossem resolvidos na sessão de ontem do legislativo. O presidente da entidade, Wagner Rodrigues, chegou a convocar os trabalhadores para uma nova paralisação para a meia-noite desta quarta-feira (6).

Com a correção dos erros, a nova greve foi automaticamente descartada. “Essa data-base representou uma grande conquista para os trabalhadores e trouxe à tona um sentimento de união entre a categoria. Nossa negociação deste ano entrou, sem sombra de dúvidas, para a história do funcionalismo municipal”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui