Comissionada sem vínculo desaparece por 15 dias sem comunicar secretário

0
103

Vergonha!

Comissionada sem vínculo desaparece por 15 dias sem comunicar secretário

Indignados, servidores e Sindicato colocaram a Sanguessuga para fora da Secretaria.

A funcionária comissionada, sem vínculo, Lana Paula Garcez, apareceu na Secretaria da Cultura após ficar 15 dias desaparecida de seu local de trabalho. O desaparecimento e a falta de justificativa foram confirmados pelo Secretário da Cultura, Alessandro Maraca.

Maraca confirmou que não sabia o motivo do desaparecimento e que no dia 5 de fevereiro tentou falar com a comissionada sem sucesso.

Lana retornou na manhã desta segunda-feira, dia 10, para a Secretaria, o que gerou a revolta dos servidores. Os trabalhadores, com o apoio do Sindicato, puseram a “sanguessuga” para fora da Secretaria, o que aconteceu sob os aplausos dos servidores (veja o vídeo) http://www.youtube.com/watch?v=5lc4wEkVn-k&feature=youtu.be.

 

“Ela não aparecia aqui desde o dia 26 de janeiro quando encerrou as festividades da Folia de Reis e agora aparece achando que pode tudo. Estou começando a achar que essa mulher realmente pode tudo”, disse uma funcionária concursada da Cultura.

O departamento de recursos humanos da Secretaria da Cultura confirmou que a última vez que a comissionada registrou o ponto na foi no dia 26 de janeiro.

“Rolezinho na Praia”

De acordo com as informações obtidas pelos servidores da Secretaria da Cultura a comissionada se afastou pelos 15 dias para viajar para a praia. “Ela realmente estava com uma marca de biquíni”, disse um servidor.

“O governo afirma que a prefeitura não tem dinheiro, mas, em contrapartida, paga uma sanguessuga como essa comissionada para abandonar o trabalho e ir para a praia. É inadmissível aceitar esta situação. Nem mesmo para o secretário foi dada uma satisfação; ela acha que está acima do bem e do mal”, diz o diretor do Sindicato, Valdir Avelino.

Sem sanguessugas é possível contratar servidores para a Saúde

Desde o não passado, quando o Sindicato lançou a campanha Xô, Sanguessugas e paralisou várias secretarias, colocando para fora os ocupantes de cargos comissionados sem vínculo, a entidade que defende os servidores tem afirmado que com a demissão dos cargos comissionados é possível contratar mais servidores para fazer a implantação da jornada de trabalho de 30 horas semanais na Saúde.

“Se todos os cargos comissionados (e muitos estão na mesma situação que a Lana Paula Garcez, recebendo sem trabalhar) fossem demitidos, seria muito simples para o governo contratar os servidores para aplicar as 30 horas imediatamente! Digo mais, se esses sanguessugas do serviço públicos fossem extintos em Ribeirão, teríamos a condição de contratar mais servidores para a GCM, para o DAERP e para a Infra Estrutura. Estes comissionados recebem salários altíssimos e não produzem absolutamente nada. Diante dos fatos incontestáveis ocorridos na Secretaria da Cultura, vamos acionar a Justiça para buscar a demissão desses sanguessugas”, afirma o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

O Sindicato ingressará na Justiça nos próximos dias para cobrar a exoneração dos ocupantes de cargos em comissão sem vínculo. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui