Bate boca esquenta Data Base

0
125

A assistente do secretario da administração, Heloísa Helena Almeida Batista, chamou a Guarda Civil Municipal para tentar impedir a assembléia setorial do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto no prédio onde funciona a secretaria.
O Sindicato está realizando a Campanha Salarial 2010 e visitando todos os 180 locais de trabalho para que o servidor possa participar da elaboração da pauta de reivindicações com sugestões.
A reunião aconteceu normalmente na secretaria, e todos os funcionários participaram debatendo sobre temas como melhorias de condições de trabalho e reajuste salarial.
Ao sair do prédio, o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues, deparou-se com viaturas da GCM e pelo menos seis guardas que esperavam do lado de fora.
Ao questionar sobre o motivo da presença dos guardas, a assistente do secretario disse que a entrada do Sindicato no prédio está proibida para assembléias setoriais.
“Essa assistente não é servidora e ocupa um lugar que deveria ser ocupado por um servidor público municipal. Essa atitude retrata o autoritarismo que o governo vem tendo com os trabalhadores, e enquanto estivermos à frente do Sindicato não vamos admitir, seja quem for o prefeito, que coloquem trabalhadores contra os trabalhadores”, disse Wagner Rodrigues.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui