Assembleia define continuidade da greve e manifestação no Palácio Rio Branco

0
102

Em assembleia realizada na noite de segunda-feira, dia 3 de março, os auxiliares e técnicos de enfermagem, auxiliares de farmácia e auxiliares de saúde bucal, decidiram pela continuidade da greve, que teve início na primeira hora do dia 3, e pela realização de uma manifestação em frente ao Palácio Rio Branco.

Na assembleia, que contou com a Participação de muitos trabalhadores, ficou evidente o descontentamento das categorias com a falta de gestão na Secretaria da Saúde e a condução do governo em relação ao movimento grevista dos trabalhadores. A manifestação aprovada pelos servidores vai acontecer às 17 horas em frente ao Palácio Rio Branco, sede da prefeitura.

“O governo tentou em sua entrevista coletiva desmotivar e desestruturar a greve dos trabalhadores, afirmando que o descontentamento das classes não é legítimo. Os trabalhadores estão se sentindo enganados, pois em 2012 foi feito um acordo coletivo e uma lei municipal foi criada. Esse governo não respeita a lei, não respeita seus acordos e não respeita os servidores. O Sindicato e os trabalhadores não foram chamados até o momento para tentar resolver a situação e, por este motivo, a greve será mantida, e sem prazo para terminar. Além disso, os servidores votaram pela realização de uma grande manifestação em frente à sede da prefeitura. O governo está dizendo que a adesão da categoria não chegou aos 30%, então vamos mostrar mais uma vez que esta administração está tentando enganar as pessoas”, afirma o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

“Nós não seremos vencidos pelo cansaço e pela omissão deste governo. Vamos para o segundo dia de greve mostrar que nossa luta é por uma saúde pública de qualidade. Se o governo vive nesta inércia, os trabalhadores não estão dispostos a morrer sem batalhar por seus direitos”, diz o coordenador da seccional da Saúde, Noedivaldo Bernardino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui