Após cobrança do Sindicato, servidores do Meio Ambiente realizarão sorologia

0
188

Desde o início do mês de agosto a direção do Sindicato dos Servidores Municipais tem se reunido com a Secretaria do Meio Ambiente para tratar sobre a disponibilização de sorologia para raiva para os servidores que atuam na Coordenadoria de Bem-Estar Animal (CBEA). Para a segurança dos trabalhadores o protocolo deve ser realizado anualmente e em 2021 ainda não havia sido disponibilizado.

Diariamente lidando com cães e gatos resgatados das ruas de Ribeirão Preto, os servidores do CBEA vivem constantemente sob a possibilidade de exposição à raiva animal. A doença, apesar de eficientemente contida em nosso país, pode ser transmitida para seres humanos, é infecciosa e se não tratada devidamente se torna letal, por conta disso trabalhadores que lidam de forma direta com animais necessitam de protocolo sorológico e acompanhamento de saúde periódicos.

“A avaliação sorológica é recomendada para pessoas que trabalham diretamente com animais, como é o caso dos servidores do CBEA que cuidam de gatos e cachorros, ela permite acompanhar o nível de anticorpos que o trabalhador possui contra a raiva (doença). Esse exame precisa ser feito com regularidade, já que os trabalhadores estão expostos a diversas situações que podem representar risco da doença, como arranhões e mordidas dos animais”, afirmou o coordenador da Seccional do Meio Ambiente, Josué Lourenço.

A sorologia é um procedimento bastante específico e necessário para garantir que os trabalhadores estão com o nível de anticorpos contra a raiva em níveis seguros e se necessário realizar o reforço vacinal. Sobre esse tema, a Seccional foi, inclusive, até a Divisão de Vigilância Ambiental em Saúde (DVAS), para buscar esclarecimentos sobre a doença com a médica veterinária responsável a fim de repassar informações concretas aos trabalhadores.

“Nós fomos até a Secretaria para tratar sobre esse exame tendo em vista que ele deve ser feito anualmente por esses servidores e este ano ainda não havia ocorrido. O CBEA é um setor que realiza um serviço vital para a população e principalmente para os animais e nós precisamos estar atentos à segurança dos trabalhadores, garantindo que eles estejam protegidos”, ressaltou o vice-presidente Caio Cristiano, que acompanha o trabalho da Seccional nesse caso.

Após a solicitação do Sindicato, o Departamento de Recursos Humanos da prefeitura instaurou um processo administrativo no Departamento de Medicina e Segurança do Trabalho (DMST) para dar andamento a demanda. “A orientação dada aos servidores é de que eles devem se dirigir a unidade de saúde mais próxima do local de trabalho ou da própria residência, solicitar a sorologia e passar pelo processo de tratamento profilático pré-exposição ou receber a vacina. Após os exames os resultados devem ser entregues ao RH do setor, mas também ficarão registrados sob o Hygia do trabalhador para que haja o acompanhamento posterior”, explicou o coordenador.

Felizmente a solução para a demanda surgiu de forma rápida, mas o entendimento do Sindicato é de que a Secretaria precisa manter-se atenta aos prazos desse e de outros protocolos que garantam a segurança dos trabalhadores. “A imunização contra a raiva é uma medida de saúde pública, os trabalhadores do CBEA estão expostos à doença diariamente e precisam ser rigorosamente acompanhados para garantir que estejam protegidos. Seguiremos acompanhando os servidores até que sejam concluídos os protocolos e se verifique que todos estão bem e saudáveis, e mais uma vez ressaltamos que o trabalhador pode contar conosco em todas as situações, afinal seguimos sempre em luta para garantir respeito e atenção aos direitos de toda a categoria”, finalizou o presidente do Sindicato, Valdir Avelino.

A Seccional segue em contato com a Secretaria, acompanhando o atendimento a demanda e prestando todo suporte aos servidores do CBEA.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui