Administração do IPM prepara retirada de direitos dos servidores

0
232

O Instituto de Previdência dos Municipiários, sob o comando do sindicalista dos Bancários, Arnaldo Benedetti, prepara uma retirada de benefícios e direitos dos trabalhadores servidores públicos municipais.
Os escândalos no Instituto não param. Recentemente o Sindicato dos Servidores denunciou que o Conselho Fiscal do órgão – que é paritário – está com indicações no mínimo imorais. Acontece que o superintendente do órgão, que é presidente do Sindicato dos Bancários, nomeou seus diretores (do Sindicato dos Bancários) para compor o Conselho Fiscal por parte do governo. “Esse ato pode não ser ilegal, mas é imoral. Como pode, apesar da capacidade e integridade dos nomeados, eles terem liberdade de votar contrariamente ao seu patrão, no caso Benedetti”, afirmou o presidente do Sindicato Wagner Rodrigues.
Agora um novo escândalo surge no IPM. Todos concordam que são necessárias mudanças na legislação do Instituto, mas Benedetti quer prejudicar os servidores com essas mudanças. O Sindicato dos Servidores indicou o advogado Carlos Diniz para a comissão que estuda as alterações. Diniz em suas intervenções defende os direitos dos servidores, ou seja, é contrário a qualquer retirada dos direitos dos trabalhadores (veja abaixo), mas Benedetti se mostra contra os trabalhadores.

Veja que o Superintendente Arnaldo Benedetti quer:

– Fim da Isonomia Salarial (O reajuste salarial dos servidores não serve para os aposentados, diferenciando o aumento).
– Os servidores que estão em cargo de comissão não podem mais levar seus vencimentos para aposentadoria, atropelando o Estatuto dos Servidores.
– Continuar com ingerência sobe as diretorias e conselhos com indicações de amigos e comandados de seu sindicato;
– Continuar no cargo de superintendente como pagamento da campanha política de 2008.
– Retirada de muitos benefícios e direitos;

O Sindicato já encaminhou um oficio (nº 117/11 de 22 de março de 2011) à prefeita municipal, para alertá-la e solicitar um prazo mais amplo de discussão, até porque será realizado um fórum pela categoria.
Na reunião realizada nesta quarta-feira, dia 13 de abril, o Sindicato conseguiu aprovar uma nova reunião para tratar do assunto. Essa reunião está marcada para o próximo mês de maio. O Sindicato vai mobilizar todos os trabalhadores, exigir uma solução e o fim desse terrorismo nos direitos dos servidores.

O Sindicato dos Servidores exige respeito, dignidade e valorização daqueles que construíram nossa Ribeirão!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui