Sindicato solicita que repasse indevido ao IPM seja devolvido ao trabalhador

0
125

Nos últimos anos o IPM – Instituto de Previdência dos Municipiários – recebeu indevidamente repasses financeiros feitos pela Prefeitura Municipal, sendo uma parte desses valores da própria Prefeitura e outra, de descontos na folha de pagamento dos trabalhadores. O Sindicato entende que os descontos feitos indevidamente nos salários dos trabalhadores devem ser devolvidos e que as verbas que supostamente pertenceriam ao erário municipal fiquem no IPM.
“A dívida que a Prefeitura tem com o IPM é muito grande. O correto é que esses R$ 14 milhões fiquem com o Instituto, para não onerar ainda mais os cofres da nossa Previdência”, explica Wagner Rodrigues, presidente do Sindicato.
Segundo Wagner Rodrigues, uma reunião envolvendo a direção do IPM e as entidades que representam os trabalhadores ocorrerá no início da próxima semana. “Vamos apresentar essa proposta. E exigir que o dinheiro do trabalhador seja devolvido o mais rápido possível”, salientou.
Entenda o caso – Nos últimos anos, o IPM recebeu cerca de R$ 20 milhões de recolhimento patronal da Prefeitura. Esse montante é referente a descontos de prêmios e férias dos trabalhadores, o que não poderia acontecer, uma vez que a contribuição é referente apenas a salários. Desses R$ 20 milhões, dois terços foram repassados pela Prefeitura e um terço descontado em holerite dos servidores. O IPM tem que devolver esses valores. O Sindicato entende que a parte repassada pela Prefeitura tem que ficar retida no IPM e ser utilizada como parte do pagamento da dívida que a Administração Municipal tem com o Instituto (aproximadamente R$ 1 bilhão) e que a parte descontada dos trabalhadores seja integralmente devolvida a eles.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui