Sindicato recebe plenária regional da União Brasileira de Mulheres (UBM)

0
92

Entidade se reuniu para discutir questões relacionadas aos direitos da mulher e o contexto político atual

 

Aconteceu na noite de ontem (11), na sede do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis a plenária regional da União Brasileira de Mulheres (UBM). Além de discutir questões relacionadas aos direitos da mulher, o encontro também deu providências para o congresso estadual da entidade, que acontece nos dias 21 e 22 de julho em São Paulo.

Sob o tema “Em defesa da democracia. Nenhum direito a menos!” o evento reuniu mulheres, filiadas à UBM e convidadas, para debates acerca do atual cenário político e econômico nacional e internacional, e como eles afetam diretamente a vida da mulher.

Compondo a mesa diretiva do encontro estavam as coordenadoras da regional Ribeirão Preto da entidade Marisa Honório, Shirley Viana e Jacira Campelo, que também é secretária geral do Sindicato. “Todos os direitos que temos hoje foram conquistados com muita luta, e nesse momento tão conturbado do nosso país precisamos nos unir para impedir que nos tirem o que com tanto suor foi conquistado”, pediu Jacira ao abrir os trabalhos.

A União Brasileira de Mulheres foi criada em 1988, em Ribeirão Preto a entidade se instalou em 2011 e desde então tem se feito presente em atos políticos e em favor dos direitos das mulheres, tanto no município, quanto na região.

“A mulher tem muita força, tem muita garra e muitas vezes ela precisa ser movida por algo maior. A UBM trabalha na conscientização da luta pelos direitos conquistados a longo tempo e também na luta contra o retrocesso que nosso país está vivendo nas questões trabalhistas e nas questões femininas”, afirmou.

matéria6_4

Uma das primeiras filiadas da UBM na cidade, a ativista Ana Almeida foi convidada a compor a mesa e falou vulnerabilidade da mulher negra no atual contexto social do Brasil. “Fico feliz por poder falar sobre mulheres, principalmente por poder trazer para esse encontro assuntos como a discriminação, o machismo e a misoginia, situações tão comuns no dia a dia da mulher, e sentidas de forma ainda mais intensa pela parcela negra dessa população”, disse.

Ana também é presidente da regional Ribeirão Preto da UNEGRO (União de Negros pela Igualdade), e aproveitou o encontro para lembrar Dia da Mulher Negra, celebrado no Brasil no próximo dia 25 de julho. “Nós lutamos pela igualdade de direitos e oportunidades. Nosso país segue enfrentando as mazelas do racismo estrutural de nossa sociedade e empoderar essa data é reconhecer a luta e resistência das mulheres negras no mundo”, afirmou.

Outra importante convidada da plenária foi a Coordenadora Nacional de Juventude da UBM, Maria das Neves, que destacou em sua fala a importância do levante feminino contra as medidas que vêm sendo tomadas pelo atual governo do país. “As mulheres brasileiras têm sido a resistência contra o golpe e mais uma vez a UBM convoca as mulheres a se mobilizarem contra a retirada dos nossos direitos. E afirmamos, só na democracia as mulheres conquistarão mais direitos e nós poderemos reaver aqueles que estão sendo retirados, como as reforma trabalhista e da previdência que tendem a precarizar ainda mais a vida das trabalhadoras”, ressaltou.

matéria8

Apoiador da UBM desde sua instalação em Ribeirão Preto, no ano de 2011, o Sindicato tem provido suporte para as ações da entidade. “As mulheres unidas ganham voz e vez, dentro do Sindicato acreditamos e apoiamos nossas companheiras. A luta da UBM é de extrema importância, por isso seguimos acreditamos nessas mulheres que fazem toda a diferença na história do nosso país”, destacou Laerte Carlos Augusto, presidente do Sindicato.

“É importante que a mulher hoje venha pra rua, venha fazer sua voz ser ouvida e ecoada com palavras de ordem. Porque se ficarmos paradas em casa ou só no nosso local de trabalho vamos continuar perdendo nossos direitos e a mulher precisa ser conscientizada a vir para a luta, esse é o papel da UBM”, finalizou Jacira.

matéria4_2

O congresso estadual, que acontece no final do mês, definirá também as delegadas que representarão São Paulo no congresso nacional programado para ocorrer entre os dias 4 e 6 de agosto em Salvador (BA).

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui