Sindicato realiza pesquisa com servidores da Educação sobre volta às aulas presenciais

4
1964

A principal finalidade da pesquisa feita pelo Sindicato é indicar que o retorno precoce das aulas presenciais em Ribeirão Preto pode acarretar num cenário ainda mais grave da pandemia da Covid-19 no município

Diante da insistência do Governo Municipal pelo retorno das aulas presenciais mesmo durante as fases laranja e vermelha (com as regras mais restritivas) do Plano São Paulo, o Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis, vai ouvir os professores e demais servidores da rede pública municipal sobre o tema.

A pesquisa deverá compor a ação que será movida pela entidade que representa os trabalhadores contra o retorno precoce das aulas presenciais com informações importantes sobre as condições estruturais da escolas municipais que possam interferir nas regras sanitárias que devem ser adotadas para o retorno das aulas, as comorbidades dos profissionais da educação que possam levar ao agravamento da saúde dos mesmos em caso de contágio pelo coronavírus e outras respostas ligadas diretamente ao retorno das aulas presenciais.

A região de Ribeirão Preto foi rebaixada à fase vermelha do Plano, com as regras mais restritivas de isolamento social, no último dia 29.

Números confirmam Ribeirão na fase vermelha

Os números jamais mentem! Ribeirão hoje (1º de Fevereiro), de acordo com dados da plataforma leitoscovid.org, tem 262 pessoas sendo tratadas simultaneamente em 135 leitos de terapia intensiva e 127 em enfermarias.

O número de pessoas contaminadas cresceu assustadoramente no mês de janeiro e saltou de 39 mil casos confirmados no início do mês passado para quase 46.200 casos neste primeiro dia de fevereiro, com 1077 mortes registradas.

Clique no link abaixo e participe da pesquisa feita pelo Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis.

https://forms.gle/pAPJJeK3b6wgErei8

4 COMENTÁRIOS

  1. Sou contra a volta as aulas ,a educação infantil é impossível manter distanciamento e uso de máscaras com as crianças, e moro com meus pais que são do grupo de risco

  2. O CEI Roberto Taranto, vem se reunindo para discutir as providências a serem tomadas a partir dos protocolos sanitários , e como trabalhar c crianças de 0 a 3 anos, c segurança. A nossa estrutura física é antiga , salas sem ventilação , espaço aberto pequeno e vários problemas . Ninguém foi visitar esta escola p saber das dificuldades, muito menos atendeu as readequações necessárias. Ninguém se preocupou em fazer testagem na equipe escolar , uma vez q n tem vacina. Neste momento crítico de pandemia não sabemos como trabalhar desta forma. Queremos voltar c segurança e atendendo os protocolos exigidos , não podemos colocar nossa vida em risco. Professores de educação infantil tem um trabalho diferenciado . Não entendemos a posição de retorno desta forma. Muito triste!!!!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui