Sindicato questiona Semas sobre acordos não cumpridos

0
142

O Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto participou na tarde desta quinta-feira, 16 de Junho, de uma reunião importante com a secretária da SEMAS – Secretaria Municipal de Assistência Social – Gisele Cristina, para discutir as principais dificuldades que atualmente têm preocupado os trabalhadores. A pauta do Sindicato foi dividida em cinco temas apontados pelos servidores e pela própria direção da entidade. São itens acordados durante data-base e que ainda não foram cumpridos. Sendo eles: o plantão 12×36; a parcela destacada; folgas dos agentes de segurança; limpeza dos prédios públicos e a gratificação das cozinheiras dos núcleos.

 Participaram da reunião o Presidente em Exercício do Sindicato, Laerte Carlos Augusto ao lado do Coordenador da Seccional da Semas, Israel Marchiori Junior, juntos com Jacira Campelo, João Pedro Moreira e representantes do governo.

Todos os temas foram ouvidos atentamente pela atual secretária. Veja abaixo o que ficou definido para cada assunto:

 

Plantão 12×36

 

Desde a data-base de 2016 ficou acordado com o governo de que haveria a regulamentação dos plantões 12×36 diurnos e noturnos. Na reunião, ficou definido que acontecerá uma nova conversa com o representante do Recursos Humanos da Administração,  junto com o Diretor da Semas e o Sindicato para resolver essa situação.

“Cobramos mais uma vez do governo para cumprir o que foi acordado em data-base. Isso precisa ser regulamentado com urgência para não prejudicar os trabalhadores da semas”, disse Israel.

 

Parcela destacada

 

Sobre a parcela destacada, também acordada em data-base deste ano. O governo disse que mandará para o RH da prefeitura uma lista com os nomes de todas as pessoas que têm direito a este benefício, ou seja, aqueles que realmente exercem o papel de Educador Social. A expectativa é que o recebimento aconteça no próximo mês de julho. Outra medida será adotada para o pagamento retroativo referente a abril.

“Essa adequação é mais do que necessária. Ela é justa com aqueles servidores que contribuíram até hoje como educadores sociais. Foi uma luta do sindicato para garantir esse reconhecimento a esses profissionais”, comentou Jacira.

 

Folgas dos agentes de segurança

 

O Sindicato recebeu recentemente uma denúncia de alguns trabalhadores de que as folgas durante os finais de semana estariam proibidas. Diante as seriedade do assunto, a Diretoria Atuante acrescentou o tema na pauta da reunião com os representantes da Semas. Segundo o Diretor do departamento, Luiz Henrique, o que houve foi na verdade um mal entendido e que em nenhum momento os funcionários estariam impedidos de folgarem. Estabeleceu-se que as folgas devem acontecem de acordo com um cronograma que não deixe nenhum prédio da assistência sem segurança, seja de final de semana ou durante.

 

Limpeza

 

Tema recorrente e já discutido amplamente pelo Sindicato com o governo, a limpeza dos prédios públicos têm se tornado cada vez mais rara por falta de funcionários públicos neste setor.

Questionada pelo sindicato sobre essa deficiência, a secretária disse não haver “recursos” para a contratação ou realização de um concurso público, mas que uma solução paliativa está em andamento.

 

Cozinheiras

 

Para resolver a situação das cozinheiras da Semas, que reivindicam a gratificação da lei 2517/2012 – que garante uma gratificação especial para equipamentos de alta complexidade.

Por ser um assunto complexo, o Sindicato propôs reservar uma reunião para tratar apenas desse assunto. A reunião foi agendada pela própria secretária para o dia 5 de julho e devem participar as cozinheiras do semas e representantes do sindicato.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui