Sindicato protocola pauta de reivindicações dos servidores na Câmara Municipal

0
802

O Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto protocolou na manhã desta sexta-feira (6) a pauta de reivindicações dos servidores junto aos vereadores do município. O presidente da Casa de Leis Lincoln Fernandes e os vereadores Marinho Sampaio, Jean Corauci, Adauto Marmita e Luciano Mega receberam o documento pessoalmente das mãos da direção da entidade.

“É de extrema importância esse ato de hoje. A Câmara Municipal historicamente acompanha as nossas datas-bases de perto e em muitas vezes nos ajudou na negociação com os Governos. O importante é que os vereadores demonstraram apoio às nossas demandas, que são importantes e relevantes para a cidade”, disse o diretor do Sindicato,  Valdir  Avelino.

Pauta entregue ao Governo

A pauta de reivindicações dos servidores também já está nas mãos do Governo Municipal. O documento foi protocolado na tarde da última segunda-feira (2) junto aos secretários Alberto Macedo (Governo), Marine Oliveira (Administração) e Nicanor Lopes (Casa Civil).

“Protocolamos a pauta na segunda (2) e na quarta o Governo nos chamou para informar que estava atendendo a nossa primeira reivindicação e retirando da Câmara Municipal o Projeto de Lei 105/19, que visava a reforma da aposentadoria dos servidores municipais de Ribeirão Preto. Fato que foi oficializado no mesmo dia 4 (confira abaixo o ofício). Algo de grande importância para a categoria. Agora é necessário iniciar as negociações dos demais itens que os trabalhadores estão reivindicando”, afirma o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

Pauta dos Servidores

Os servidores municipais de Ribeirão Preto aprovaram, em assembleia geral, realizada na sede do Sindicato, no dia 28 de fevereiro, um percentual de reajuste salarial de 6,18%.  O mesmo índice, 6,18%, foi aprovado para a reposição do vale-alimentação dos trabalhadores e da cesta básica nutricional dos aposentados e pensionistas. O índice cobrado do Governo Municipal nesta Campanha Salarial de 2020 é referente aos 4,48% de reposição da inflação, de acordo com o Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC), mais uma aumento real de 1,7%, perfazendo o total de 6,18% de reajuste, a serem aplicados retroativamente a 1º de março aos salários, ao vale-alimentação e a cesta básica nutricional.

Segue abaixo o ofício que retirou o PL 105/19

609

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui