Sindicato participa de CEE das 30 Horas na Saúde

0
108

O Sindicato dos Servidores Municipais participou na tarde de quarta-feira, dia 16 de maio, da Comissão Especial de Estudos da Câmara Municipal que acompanha a aplicação da jornada de trabalho de 30 horas semanais para os servidores da Secretaria da Saúde. A CEE é presidida pelo vereador e vice-presidente do Sindicato, André Luiz e conta com a participação dos vereadores, Gláucia Berenice e Nilton Gaiola.
O trabalho da comissão nesta semana esteve focado em questionamentos feitos pelos vereadores a membros da secretaria da Saúde. As informações foram passadas pelo secretário, Stenio Correia Miranda e outros funcionários da pasta. Durante a audiência da CEE o secretário da Saúde disse “que os estudos sobre os impactos que a implantação da nova jornada vai causar para a administração estão sendo feitos e que serão apresentados para o governo”. Ele também salientou que “por convicção própria a implantação da jornada é necessária, pois vai melhorar a vida dos trabalhadores”. “Só quero lembrar que a mudança na jornada de trabalho não dá para ser feita dá noite para o dia”, disse o secretário. “Eu propus a criação da CEE, estou a frente da comissão, pois entendo e necessidade de melhorar a qualidade de vida dos trabalhadores. Os outros vereadores têm o mesmo entendimento. Temos que tranquilizar os servidores porque o acordo está fechado. É claro e óbvio que demanda tempo a implantação da nova jornada, mas o importante é que os trabalhos estão sendo realizados e em breve os servidores sentirão os efeitos positivos dessa nova jornada”, fala o vereador e vice-presidente do Sindicato, André Luiz. A Diretoria Atuante do Sindicato também pode se manifestar, fazendo perguntas e colocações sobre a implantação das 30 horas na Saúde.
“Questionamos o secretário sobre a agilidade do processo de compilação de dados e colocamos para ele a importância de aplicar essa nova jornada o mais rápido possível, pois trará um grande benefício para os servidores. A gente sabe que o trabalhador satisfeito poderá render muito mais, o que refletiria no atendimento à população”, diz o coordenador da Seccional da Saúde do Sindicato, Noedivaldo Bernardino. O próximo passo do Sindicato será cobrar do governo municipal uma reunião mais ampla envolvendo as comissões de trabalhadores, membros da Secretarias da Fazendo, Administração e Saúde e Jurídico. “Já estamos cobrando da administração a realização deste encontro. Queremos agilidade neste processo”, finaliza o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui