Sindicato faz curso para gerar renda extra a aposentados e pensionistas

0
146

Iniciativa é da seccional do IPM do sindicato e ensinou mulheres a fazerem cangas de praia de um jeito simples e que também pode ser muito rentável

 

O grupo de mais de 20 mulheres acompanharam com atenção às explicações da Diretora da Seccional do IPM, Vilma Cruvinel, na tarde desta quinta-feira, 24, em uma das salas do CECI – Centro Especializado de Convivência para o Idoso – do bairro Campos Elíseos em Ribeirão Preto. O objetivo do último curso do Sindicato foi de ensinar a produzir cangas de praia de um jeito prático, simples e muito econômico. O curso teve duração de três horas, tempo suficiente para que as alunas aprendessem todos os detalhes de como produzir suas próprias peças de roupas de praia. Mas, para a entidade, além de ensinar, é preciso também estimular e deixar claro para todas elas que é possível transformar esse aprendizado numa nova fonte de renda para completar o orçamento familiar.

É o que defende Cruvinel, ela explica que sempre que inicia um novo curso, já deixa claro aos alunos e alunas que aquilo pode ajudar na complementação da aposentadoria. “Nesses cursos do sindicato, você começa fazendo uma peça pra você, depois faz para a sua família, para os amigos e por aí vai. Quando você percebe já está fazendo e vendendo na vizinhança. Isso é maravilho e ajuda a pagar as contas no final do mês”, diz a diretora.

Por outro lado, ela também explica que independente do aluno vender, ou não, o que ele aprende a fazer nos cursos, existem inúmeras outras razões para participar. “Independente da razão financeira, o aluno ganha horas preciosas. Quando ele inicia um curso com a gente, ele interage com outras pessoas, conhece gente nova; dá risada; erra; aprende; conserta; faz de novo, enfim, é também um exercício pra memória, mas, sobretudo, é um momento dele, em que ele confirma a si mesmo que nunca é tarde para aprender”, comenta a diretora emocionada.

A aposentada Zoráide Lopes Ramos de 72 anos elogiou a iniciativa. Ela é uma das formadas no curso de canga e, além de dizer que foi fácil aprender, ela também comentou sobre a praticidade do modelo. “Não é só pra usar na praia. Dá pra usar em muitos momentos, por que, dependendo do jeito que você coloca a peça se transforma em outra”, afirmou a aposentada.

A Seccional do IPM já realizou vários cursos, um deles ensinou a fabricar vasos de flor a partir de reciclagem de embalagens de leite, uma técnica que despertou a curiosidade de muita gente. Outro método de complementar a renda que foi bastante procurado foi o de bordado e pedrarias em chinelos de borracha. O curso de bijuteria também já foi realizado pelo sindicato. A entidade irá programar suas próximas atividades em breve. Os interessados podem acompanhar a programação pelo telefone 3977-8100.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui