Sindicato debate com secretário sobre insegurança e outros problemas na saúde em Ribeirão

0
138

A reunião entre o Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto e novo secretário da saúde, Sandro Scarpelini, aconteceu na tarde desta terça-feira, 7, na sede da Secretaria da Saúde e a insegurança dos profissionais da área foi um dos principais assuntos discutidos com o governo. O Sindicato já denunciou, inúmeras vezes, a falta de investimento em segurança nas unidades.

Recentemente, a entidade criticou a decisão do novo governo de acabar com o horário da Guarda Civil Municipal das 14:00 às 02:00, apontando que isso poderia gerar ainda mais ataques às unidades uma vez que um levantamento da corporação mostra que este é o período com maior registro de crimes.

Somente no início deste ano, seis ocorrências de assalto a mão armada já foram registradas em unidades de saúde de Ribeirão. No ano passado, mais de vinte casos semelhantes envolvendo unidades foram registrados.

O presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto, disse que esta foi a primeira reunião oficial entre a entidade e o novo secretario da pasta. Segundo ele, nos próximos dias, será marcado um novo encontro para tratar especificamente sobre a questão da segurança.

“Foi uma reunião importante e que não podíamos deixar de tratar de determinados assuntos que estão preocupando muito a entidade e os trabalhadores. O caso da segurança foi um deles. Houve um entendimento de que devemos nos reunir novamente nos próximos dias para intensificar ainda mais esse assunto até que o governo apresente uma solução”, comentou o presidente após a reunião.

A coordenadora da seccional da saúde, Débora Alessandra, também fez sua avaliação sobre a primeira conversa oficial com o representante do governo na pasta. Segundo ela, “além da segurança, também foi apontado para o secretário a necessidade de novas contratações; de melhorias nas condições de trabalho e dos espaços físicos de algumas unidades, mais investimento nos conselhos municipais da saúde”, entre outros.

VEJA O VÍDEO:

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui