Sindicato confirma que servidores não têm como chegar ao trabalho sem combustível e reitera pedido de ponto facultativo em Ribeirão Preto

0
178

O Sindicato dos Servidores reiterou nesta segunda-feira (28) , em caráter emergencial, o pedido feito no último dia 24, para que o Governo Municipal decrete ponto facultativo em Ribeirão Preto diante do cenário de desabastecimento de postos de combustíveis, supermercados, hospitais, aeroportos e escolas, suspendendo o expediente das repartições públicas municipais. De acordo com o Sindicato, a recusa em atender ao pleito da entidade só aumentará o pesadelo logístico que se abate sobre Ribeirão Preto. A solicitação da entidade é para que a Administração Municipal restrinja o expediente aos casos de urgência e emergência. O Sindicato reforça ainda que a tentativa de se manter um ar de normalidade diante de uma situação excepcional, inevitavelmente fará com que munícipes busquem os serviços municipais – levando inclusive crianças – sem a menor garantia de que haverá servidores para receber e atender tais demandas. O Sindicato também deixou claro que “a legislação vigente admite situações em que o servidor público poderá deixar de comparecer ao trabalho sem prejuízo do salário e que há a necessidade imediata do reconhecimento, por parte da Administração Pública, dos princípios constitucionais da valorização do trabalho e da dignidade da pessoa humana, pois o motivo de força maior é evidente”.

“Aguardaremos uma resposta oficial do Governo e em caso de recusa por parte da Administração Municipal, os servidores se verão obrigados a adotar coletivamente as medidas cabíveis por, inquestionável, motivo de força maior”, afirma o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

 

Confira abaixo o ofício protocolado.

ponto-001

ponto-002

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui