Sindicato acompanha apresentação de novo sistema de monitoramento de Ribeirão

0
107

O projeto ambicioso que pretende espalhar “super câmeras” nas principais vias de Ribeirão Preto foi apresentado nesta quarta-feira, 14, durante o Comsep – Conselho Municipal de Segurança Pública – no 51º Batalhão da Polícia Militar e foi acompanhado pelos representantes do Sindicato, Ricardo Alexandre Palaveri, Coordenador da GCM e Presidente da Associação dos GCM’s, e também pelo Diretor de Sindicalização da entidade, Valdir Avelino.

Chamado de “Sistema Radar”, as câmeras têm tecnologia de reconhecimento óptico de caracteres (OCR em inglês), isso é, transformam imagens em textos, então, quando os veículos passam diante delas, é feita a leitura da placa e, automaticamente, é acusado se o carro é produto de crimes como: furto; roubo; sequestro; latrocínio; receptação; estelionato etc. Quando qualquer irregularidade é detectada pelo sistema, a viatura mais próxima da Polícia Militar é despachada para o local.

A intenção é instalar mais de 30 câmeras em avenidas e cruzamentos importantes da cidade como as avenidas Costa e Silva, Eduardo Andréa Matarazzo, 13 de Maio, entre outras.

Segundo Palaveri o projeto é excelente, mas chega a Ribeirão um pouco tarde. “Nós já temos esse modelo implantado em cidades menores que aqui. Um projeto como esse, que beneficia tanto os moradores, já deveria estar funcionando. Essas super câmeras, por exemplo, certamente podem ser uma ferramenta importante no trabalho da guarda e auxiliar no combate a crimes de furtos e roubos em locais públicos”, destaca o coordenador.

Quem também reforça essa possibilidade, é o Capitão Carvalho da Polícia Militar, segundo ele o principal objetivo do projeto é diminuir drasticamente a criminalidade em Ribeirão Preto, a exemplo de outras cidades como Indaiatuba e Sorocaba, por exemplo, onde os números mostram que isso ocorreu depois da implantação do sistema OCR.

Mas, por enquanto, em Ribeirão esse auxílio tecnológico não tem qualquer previsão para se tornar uma realidade. “Já foram feitas reuniões com o governo e outras entidades e também foi encaminhado um ofício para o Secretario de Segurança Pública do Estado […] o que impede, nesse momento, é a questão econômica” relatou o Capitão da PM.

Várias entidades participam da apresentação do “Sistema Radar” que pode ser implantado em RP

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui