Servidores votam pela manutenção do estado de greve

0
105

Em Assembléia Geral realizada nesta quinta-feira (18/03) cerca de 900 servidores decidiram por unanimidade manter o estado de greve.
Uma nova reunião entre a comissão do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto e a administração foi realizada e nenhuma proposta nova foi apresentada para os servidores que votaram pela manutenção do estado de greve.
A expectativa do Sindicato é de que na próxima segunda-feira (22/03) uma nova proposta possa ser apresentada aos trabalhadores. Uma nova Assembléia Geral já está marcada. Se até a realização deste novo encontro com os trabalhadores uma nova proposta não for apresentada para a categoria, a greve terá início à partir da meia noite de terça-feira (23/03).
Reivindicações do servidores – Os servidores reivindicam 15,89% de reajuste salarial. O índice é a somatória das perdas salariais do exercício de 2009, no percentual de 4,31% (IPCA), cumprimento do acordo de 2009, referente aos 2% que deveria ser destinado ao pagamento do seguro de vida e aumento real, no percentual de 9,58% (totalizando o percentual de 15,89%) a ser aplicado aos vencimentos mensais integrais a partir de 1° de Março de 2010. O mesmo índice é reivindicado para o Vale-Alimentação, retroativo a 1° março de 2010.
Além disso, os servidores reivindicam uma reestruturação da tabela de vencimentos; criação de Legislação específica para pagamento das Licenças-Prêmio vincendas em pecúnia, ou mediante compensação de dívidas municipais, conforme Projeto de Lei elaborado pelo Sindicato, devidamente protocolado junto à Secretaria de Governo em Março de 2006, alterando assim o artigo 167 da Lei 3.181/76 do Estatuto dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto; cumprimento do acordo coletivo de 2009 para pagamento das Licenças-Prêmio vencidas, conforme projeto de lei elaborada pelo Sindicato, devidamente protocolado junto à Secretaria de Governo em Março de 2005; extensão do pagamento da cesta básica nutricional para todos os aposentados e pensionistas; aumento do valor da cesta básica nutricional; e instituição do Vale Cultura. Há ainda reivindicações setoriais, ou seja, inerentes a cada setor da Prefeitura.
Comissão

A assembléia aprovou a instauração de uma comissão de sindicância para apurar a responsabilidade do associado A.P. na confecção e na distribuição de mensagens eletrônicas que visavam desmobilizar a categoria e enaltecer a prefeitura municipal.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui