Salário mínimo previsto para 2013 será de R$ 674,95

0
109

O valor do salário mínimo previsto para entrar em vigor a partir de janeiro de 2013 será R$ 674,95, um ganho de R$ 4 em relação à expectativa anunciada anteriormente de R$ 670,95. O reajuste se deve à atualização dos parâmetros macroeconômicos enviados nesta quinta (21) pelo Executivo para o Congresso.

Os cálculos do governo elevaram de 5% para 5,63% a previsão de inflação medida pelo Índice Nacional de Preços ao Consumidor (INPC) para 2012, um dos índices usados para o cálculo do reajuste do valor do mínimo.

O novo índice será usado na proposta orçamentária para 2013 em análise na Comissão Mista de Orçamento do Congresso. Pelos cálculos do Ministério do Planejamento, a elevação de 0,63 ponto percentual do INPC terá impacto de R$ 1,243 bilhão nos gastos com benefícios previdenciários e assistenciais vinculados ao salário mínimo, como aposentadorias e pensões do Instituto Nacional do Seguro Social (INSS), seguro-desemprego e abono salarial.

A atualização manteve o crescimento real do produto interno bruto (PIB), para 2013, em 4,5%, mas rebaixou de 3% para 2% o crescimento deste ano. A Lei de Diretrizes Orçamentárias (LDO) estabelece que o Executivo envie a atualização dos parâmetros da economia. Os números são usados na avaliação da despesa e da receita para o próximo Orçamento.

Conquista histórica das centrais

A política de valorização do salário mínimo foi uma conquista das centrais sindicais, concretizada no decorrer do governo Lula, após inúmeras reuniões e muita pressão sobre o Executivo e o Congresso Nacional.

“Sem dúvida alguma foi uma conquista histórica para a classe trabalhadora. Se hoje o Brasil se encontra em um momento positivo em relação a outros países, isso se deve em grande parte às políticas sociais implementadas durante o governo Lula. Entre elas, a valorização do salário mínimo foi fundamental”, argumenta o presidente da CTB, Wagner Gomes, destacando que o valor do benefício ainda está longe do ideal. “Nos anos 1990 lutávamos para conquistar um salário mínimo de US$ 100,00. Hoje ele vale mais de US$ 300,00 e ainda é insuficiente para suprir todas as necessidades de uma família, mas o cenário atual é bem mais positivo graças à luta dos trabalhadores”, completou.

Com informações da Agência Brasil
Fonte Portal CTB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui