Reunião define criação de comissões para discutir a implantação das 30 horas na Saúde

0
228

Em reunião realizada na manhã de terça-feira, dia 29 de novembro, ficou decidido que a administração municipal vai montar uma comissão para discutir com as comissões formadas pelo Sindicato e trabalhadores e a Câmara a implantação da carga horária de 30 horas semanais para servidores da Saúde. No primeiro encontro a comissão, formada por trabalhadores e o Sindicato, passou diversas informações para o governo sobre as condições de trabalho da categoria. “Os servidores da Saúde vivem uma rotina estressante, com períodos longos e sobre carga de trabalho, o que prejudica demais a categoria. Mostramos a importância de valorizar estes servidores, pois o trabalhador valorizado produz muito mais e o reflexo será no atendimento a população”, revela o presidente da Seccional da Saúde, Noedivaldo Bernardino.
“Foi muito importante levar para o governo as dificuldades dos trabalhadores da Saúde. Mostramos que alguns municípios do estado de São Paulo já implantaram a carga horária de 30 horas semanais e outros estão em fase de implantação, e a situação está andando muito bem. Temos que seguir estes exemplos positivos, pois vamos valorizar os trabalhadores e, consequentemente, melhorar o atendimento à população”, ressalta o vice presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
A Comissão da Câmara Municipal já está montada, assim como a dos trabalhadores e do Sindicato que foi definida em assembleia realizada na sede da entidade. “Esperamos que o governo monte sua comissão o mais rápido possível para que os trabalhos comecem. Temos que fazer a implantação da carga horária de 30 horas semanais na Saúde”, coloca o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.
Brasília – A discussão da implantação da carga horária de 30 horas semanais na área da Saúde também está sendo feita nacionalmente. Acontece no dia 1 de dezembro, em Brasília, o Fórum Nacional 30 horas Já. O ato público visa à aprovação imediata do PL 2.295/00. A manifestação acontece durante a solenidade de abertura da 14ª Conferência Nacional da Saúde. “Ribeirão Preto estará representada através do Sindicato. Nossa intenção é participar de todas as discussões e reunir informações para aprofundar as discussões em nossa cidade”, finaliza o presidente da Seccional da Saúde, Noedivaldo Bernardino.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui