Representantes do Sindicato participam de instalação da CEE da UBDS Central

0
90

Intenção da comissão é debater a proposta de instalação de um AME no local onde hoje funciona a unidade

 

Representantes do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis estiveram na tarde de ontem (27) na Câmara Municipal acompanhando a reunião de instalação da Comissão Especial de Estudos (CEE) criada para debater a proposta de instalação de um Ambulatório Médico de Especialidades (AME) no local onde hoje funciona a UBDS Central.

Instituída a pedido do vereador Jorge Parada, a Comissão ainda contará com Adauto Marmita, Alessandro Maraca e Bertinho Scandiuzzi em sua mesa diretiva. Anunciada pela administração municipal no começo do mês, a medida repercutiu de forma negativa e tem sido duramente criticada pela população de forma geral. Desde o início das conversas o Sindicato tem se posicionado contra o fechamento da unidade e procurado estabelecer um diálogo com a administração sobre o tema.

Matéria2

“A criação dessa CEE é de extrema importância, é preciso esclarecer de uma vez por todas que a instalação do AME no lugar da UBDS Central não é solução e vai criar novos problemas para a cidade”, afirmou Debora Alessandra, coordenadora da Seccional da Saúde do Sindicato. Ela, assim como o Sindicato, é totalmente favorável a instalação do Ambulatório no município, mas enxerga problemas na atual proposta do governo municipal.

“A unidade Central é a de maior fluxo no município, atende, além dos pacientes daquela região, moradores de bairros mais distantes que chegam até lá com o transporte público. Essas pessoas não podem ficar desassistidas”, explicou.

No último dia 12 uma audiência pública foi realizada para debater o tema, no encontro vereadores e população debateram de forma ampla os prós e contras da instalação do Ambulatório no município. De forma unânime todos entendem os benefícios que um AME trará a Ribeirão Preto e também às cidades da região, mas discordam do encerramento das atividades da unidade central.

Donizeti Barbosa, vice presidente do Sindicato e Wellington Belinazzi, diretor de patrimônio, também acompanharam a instalação da CEE representando os servidores e a entidade. “Esse é o papel da Câmara, fiscalizar o trabalho do executivo e, principalmente, ouvir a população. A criação da CEE é uma medida positiva e necessária, o Sindicato apoiará e acompanhará os trabalhos dela. Estamos em favor do cidadão e especialmente do servidor, que não quer o fechamento da UBDS”, esclareceu Belinazzi.

O secretário de saúde do município, Sandro Scarpelini, também foi convidado a comparecer na reunião, mas não compareceu ao evento sob alegação de que esperará o desenrolar da Comissão para se manifestar.

Na tentativa de justificar aos vereadores a urgência de um AME para Ribeirão, o secretário organizou para a próxima sexta-feira (30) uma visita a unidade de Américo Brasiliense (SP). Os 27 eleitos irão até o município conhecer as instalações do Ambulatório, bem como o funcionamento e forma de atendimento.

 A segunda reunião da CEE está marcada para a próxima terça-feira, 04 de julho, às 15h no plenário da Câmara Municipal. O encontro seguirá os moldes da audiência pública e é aberto a população.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui