Plano Municipal de Saneamento Básico não pode servir de porta de entrada para concessões no DAERP

0
103

O Plano Municipal de Saneamento Básico (PMSB), que faz parte do Plano Nacional de Saneamento Básico (Plansab),  deve ser implantado a partir deste ano em todos os municípios a fim de universalizar as ações de saneamento básico nas cidades, mas o Sindicato dos Servidores não vai aceitar que ele venha como plano de fundo para as terríveis concessões que prejudicam os trabalhadores, os recursos  do DAERP e a própria população.

“O Plano Municipal de Saneamento Básico é fundamental para as cidades. Porém, alguns pontos têm de ser debatidos com maior clareza, principalmente quando se fala em concessão. A gente sabe que no Brasil concessão é sinônimo de valores abusivos e precarização de serviços. Não tem porque o DAERP, que é autossuficiente, colocar seus recursos nas mãos de empresas terceirizadas que visam apenas lucro. O Sindicato sempre defendeu a vai continuar defendendo o DAERP de qualquer ataque que possa prejudicar os trabalhadores e a qualidade dos serviços prestados pela autarquia”, afirma o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

“O DAERP é de Ribeirão Preto e do povo ribeirão-pretano. A autarquia possui um serviço de qualidade e é autossuficiente. Não existe motivo para terceirizar a gestão e muito menos os serviços que são prestados. É preciso que se faça os investimento necessários na contratação de trabalhadores concursados e em equipamentos. Fazer qualquer tipo de concessão, como a gente sabe que acontece com as rodovias estaduais aqui em São Paulo e em diversas cidades onde a água já é terceirizada, teremos apenas aumentos abusivos nas taxas que são cobradas pelo DAERP, quando na verdade o que o DAERP precisa é de uma gestão própria eficiente, apenas isso. Vale lembrar que já existe a concessão do esgoto aqui em Ribeirão e a única coisa que mudou foi a cobrança de valores altíssimos”, ressalta o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui