Pedido de Urgência: base governista na Câmara pretende aprovar o fim do DAERP na sessão desta quinta-feira (dia 22 de abril)

0
323

O governo e os governistas aproveitam-se das restrições provocadas pelo surto de Covid-19 para afastar os trabalhadores e a sociedade de uma discussão presencial sobre o que é melhor para o Município. A pressa em aprovar o projeto nesta quinta-feira (22) é justamente para evitar que sociedade saiba que a transformação do DAERP em Secretaria é ruim para os trabalhadores e para a cidade.

A transformação do DAERP em Secretaria Municipal vai diminuir o número de servidores públicos contratados por um processo seletivo extenso e criterioso (em que foram avaliadas as suas capacidades para desempenhar o cargo que ocupa) e permitirá o aumento da contratação de terceirizados e pessoas por mera indicação política, sem qualquer julgamento objetivo de sua capacitação para exercer a função pública. O esvaziamento do DAERP vai impactar negativamente no caixa do IPM, ameaçando o direito a aposentadoria segura de todos os trabalhadores.

A transformação do DAERP em Secretaria fará com que a  autarquia passe a ser instrumento de poder centralizado nas mãos no Prefeito, sujeitando os futuros gestores a acatarem de imediato as ordens políticas por medo de perderem o cargo que ocupam. Além disso, a transformação do DAERP em Secretaria vai sujeitar os servidores da atual autarquia a serem transferidos até mesmo de secretaria e fará com que a maioria dos servidores que estão à frente do DAERP perca os cargos de direção técnica.

A transformação do DAERP em Secretaria Municipal não vai impedir a terceirização dos serviços públicos de água. Ao contrário, ela será a porta de entrada da terceirização sem limites.

Com a transformação do DAERP em Secretaria, o servidor ficará ainda mais à mercê dos mandos e desmandos dos futuros chefes a serem indicados diretamente pelo futuro secretário, podendo ser avaliado não pelo trabalho que desempenha, mas pelas suas afinidades políticas.

A transformação do DAERP em Secretaria facilitará o preenchimento de cargos por apadrinhamento político, flexibilizando a contratação de servidores temporários e terceirizados, prejudicando os serviços prestados à população, encarecendo as contas de água e dificultando o fornecimento para os bairros mais periféricos.

Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis

Sindicato, o tempo todo com você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui