Infraestrutura coloca jornais no lugar de papel higiênico nos banheiros dos servidores: COF – Sindical apura o caso

0
169

Denúncia surgiu através do serviço online de denúncias disponibilizado pelo Sindicato onde o trabalhador não precisa se identificar. Servidores dizem que cansaram de reclamar da falta de papel higiênico, mas sempre ouvem a mesma coisa; “estamos sem verba”

 

A Secretaria de Infraestrutura superou as demais repartições no número de reclamações feitas através do Comitê Ostensivo Fiscalizador (COF Sindical), o novo canal de denúncias online criado pelo Sindicato para receber as reclamações dos trabalhadores. As informações repassadas ao comitê relatando más condições de trabalho na Secretaria de Infraestrutura foram tantas que mobilizou uma blitz da Diretoria Atuante na manhã desta quinta-feira, 12, no departamento de manutenções de vias públicas. Membros do COF Sindical constataram que os trabalhadores estão enfrentando uma rotina de trabalho humilhante ao usarem os banheiros do local. Segundo eles, não há papel higiênico há pelo menos seis meses e quem não pode trazer de casa, está usando pedaços de jornais velhos.

Um dos servidores, responsável pela limpeza dos banheiros, relata que já se cansou de pedir providências. “Isso acontece há mais de seis meses. Somos mais de cem funcionários para apenas quatro banheiros, sendo que apenas dois funcionam, os outros estão quebrados. Quem pode trazer o papel higiênico de casa está trazendo, mas que não pode é obrigado a usar o jornal mesmo”, disse o trabalhador que preferiu não se identificar.

Para o vice-presidente do SSM e membro do COF, Laerte Carlos Augusto, que acompanhou a blitz, a situação é vexatória. “Não podemos admitir que isso aconteça, principalmente em uma cidade com um orçamento de mais de 2 bilhões reais. É uma vergonha para nossa cidade e um total desrespeito com os nossos trabalhadores”, afirmou o vice-presidente.

Os servidores dizem que ao questionarem sobre a falta do papel higiênico a resposta é sempre a mesma; “estamos sem verba”. Durante a vistoria do comitê, um relatório apontando também outras irregularidades será apresentado para a secretaria Isabel de Farias. O Sindicato espera ser recebido pela responsável o quanto antes para solucionar as más condições de trabalho.

Banheiro interditado

Os integrantes do COF Sindical ainda constataram outra situação grave apontada por vários trabalhadores. Num outro banheiro da Infraestrutura, dessa vez anexo ao almoxarifado, não há como o local ser usado pelos servidores, pois está interditado pela vigilância sanitária, já que apresenta focos do mosquito da dengue.

Nem ambulância salva

Uma antiga ambulância que agora é utilizada nos trabalhos da Infraestrutura foi interditada pelo Departamento de Segurança e Medicina do Trabalho do Sindicato porque oferece risco iminente aos servidores. “O que nós vemos aqui é um veículo precário que está sem nenhuma condição de uso. Nós observamos que a porta lateral da van quebrou e foi soldada. Os trabalhadores precisam entrar pela porta do motorista e pular para parte de trás. Eles ficam presos lá dentro, já que as portas não abrem”, comentou o Diretor responsável pelo departamento de SMT, Gaspar Marcelino.

Assim que o Sindicato determinou que o veiculo não tinha condições de deixar a garagem, algumas providências foram tomadas. “Nós não permitimos que ele saísse pra rua. Depois de muita conversa a van está sendo levada agora para a oficina onde os consertos necessários serão feitos e, só depois, permitiremos que esse carro volte às ruas”, completou o vice-presidente do SSM Laerte Carlos Augusto.


DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui