Enquanto as Mulheres adormecem!

0
261

Nesse final de semana assisti um dos melhores filmes sobre o sindicalismo e o papel das mulheres na luta de seus direitos. O filme “Revolução de Dagenham” é inspirado num episodio real do movimento feminino nas fábricas da Ford em Dagenham no Reino Unido.
Donas de casa, descontraídas, vaidosas mas persistentes em seus propósitos iniciaram uma greve em 1968 na Ford de Dagenham, interrompendo a produção de carros para protestar contra a discriminação sexual e por aumento de salários. A atitude do movimento foi crucial para uma ação decisiva do Parlamento Britânico na aprovação de um projeto de Paridade Salarial entre homens e mulheres. O resultado desse movimento trouxe reflexos mundiais com a aplicação da mesma medida em muitos países.
O fato ocorrido na década de sessenta no século passado parece distante, mas ao mesmo tempo tão presente em nossos dias. Falo isso, pois o filme trouxe uma reflexão de quem somos nós servidoras públicas da Prefeitura de Ribeirão Preto. Hoje temos a certeza que somos a maioria, mas ainda muito desvalorizadas não só ainda no mercado de trabalho como no serviço publico.
As trabalhadoras públicas de Ribeirão Preto além de possuir muitas das vezes as características matriarcais têm desempenhado suas atividades em busca de uma qualidade do serviço público para com os nossos munícipes.
Apesar da nossa luta, conquistamos direitos importantíssimos, como mesmo antes do Congresso Nacional aprovar a lei da Licença Maternidade em 180 dias avançou com a nossa Coordenadoria da Mulher, mesmo assim precisamos nos unir, pois se somos a maioria e estamos ocupando hoje postos de trabalho essencial para o desenvolvimento das políticas públicas, porque não lutar pela nossa valorização.
No inicio dessa gestão tínhamos a impressão de que essa valorização viria automaticamente por termos pela primeira vez no Palácio Rio Branco uma mulher que em nosso entendimento seria mais fácil a compreensão de nosso papel diante do serviço executado. Como para todos os trabalhadores independente do sexo, os benefícios, direitos e a qualidade devida só vem através de muita luta, acredito hoje ser essencial o nosso papel para essa valorização.
Quando falamos em valorização não é apenas a questão salarial retratada no filme, mas sim aquilo que é o maior desejo dos trabalhadores e trabalhadoras de nossa prefeitura, queremos valorização, queremos um Plano de Carrreira, Cargos e Salários.
Ninguém agüenta mais as promessas governamentais sobre esse assunto, sou servidora há mais de quinze anos e em todas as campanhas eleitorais para prefeito, todos sem exceção fazem promessas e não cumprem. Como dirigente sindical sou testemunha viva da luta do Sindicato para a implantação do PCCS, mas falta vontade política dos governos para a efetividade de nosso sonho.
Precisamos movimentar as mulheres e os homens para travar essa batalha, temos que mostrar aos trabalhadores em geral a necessidade de criar um Dia de Mobilização Municipal pelo Plano de Carreira Cargos e Salários.
Nós mulheres vamos apresentar esse calendário ao Sindicato para executar com precisão e qualidade, pois enquanto as mulheres adormecem não teremos não teremos nosso sonho realizado e jamais o governo será sensibilizado dos nossos direitos.!

Jacira Campelo

Diretora de Sindicalização do Sindicato dos Servidores Municipais
Secretária Estadual Sindical da UBM – União Brasileira de Mulheres

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui