Em assembleia histórica servidores decidem pelo final da greve

0
111

Depois de 21 dias de paralisações que atingiram mais de 90% de toda a prefeitura, os servidores, em uma assembleia histórica com mais de três mil pessoas, aprovaram a proposta de reajuste salarial de 4,69% em duas parcelas (2,35% em março e 2,34% em setembro deste ano) e encerraram a greve. Os servidores também foram contemplados com uma reposição de 4,69%, em parcela única retroativa a março, no vale-alimentação e na cesta básica nutricional do aposentados. Na maior greve da história de Ribeirão Preto em dias parados e adesão dos trabalhadores, nenhum dia será descontado da categoria.

Os atestados de meio período também serão aceitos pela administração. A oferta consiste ainda na implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) a partir do mês de outubro deste ano.

DSC_6661

Vitória construída na luta

A vitória dos servidores municipais nesta data-base foi construída na luta da categoria. Depois de esperar 24 dias e receber uma proposta de reajuste zero, os trabalhadores iniciaram a maior greve já registrada na cidade.Os exemplos de cidadania e de luta dos funcionários se deram logo no primeiro dia de greve, quando a adesão da categoria foi surpreendente.

“Se todas as categorias profissionais do nosso país atingissem a unidade, a disposição e o espírito de luta dos servidores municipais de Ribeirão Preto, nenhum direito do trabalhador seria retirado.  Somos heróis! Esse ano vivemos uma situação atípica, mas muito positiva. Normalmente uma greve começa devagar e a adesão vai aumentando no decorrer dos dias. Porém, o que vivenciamos em 2017 foi algo extraordinário. Logo no primeiro dia tivemos uma adesão maciça e aumentou muito já no segundo dia de paralisação. A categoria deu uma lição de cidadania e de como lutar por seus direitos. A vitória foi conquistada. Parabéns a todos e a todas que fizeram história em Ribeirão com a maior greve já registrada em nosso município”, falou o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

DSC_6637

Proposta Aprovada

Reajuste salarial de 4,69% em duas parcelas (2,35% em março e 2,34% em setembro de 2017).

Reposição de 4,69% (em parcela única) no vale-alimentação e cesta básica nutricional dos aposentados.

Não desconto dos dias parados.

Implantação do Plano de Cargos, Carreiras e Salários (PCCS) em outubro de 2017.

Aceitação dos atestados de meio período.

Assista o momento em que os servidores aprovaram a proposta de reajuste salarial!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui