Diretoria do Sindicato faz reunião com superintendente do IPM para cobrar antecipação da parcela do 13º dos aposentados

0
71

Se o Governo não se manifestar sobre a antecipação, não está descartada uma manifestação na porta do Instituto de Previdência dos Municipiários para a próxima semana

Mesmo sem o agendamento prévio, a direção dos Sindicato dos Servidores esteve na manhã desta sexta-feira (11) no Instituto de Previdência dos Municipiários (IPM) e cobrou uma reunião de emergência com a superintendente do órgão, Maria Regina Ricardo, para tratar da antecipação da primeira parcela do décimo terceiro salário dos aposentados e pensionistas, suspensa pela administração sem aviso prévio aos interessados e sem uma discussão com a entidade que representa a categoria. Na semana passada, o Sindicato encaminhou um ofício ao Palácio Rio Branco solicitando o agendamento de uma reunião para tratar do assunto, porém, nenhuma resposta foi dada. “Como o Governo não se manifestou, achamos por bem vir até o IPM para tentar conversar sobre a suspensão da antecipação da primeira parcela do 13º dos aposentados e pensionistas. Como todos foram pegos de surpresa este ano, e muitos anteciparam os valores em seus bancos contando com a antecipação, e agora estão enfrentando um problema grave, viemos reivindicar que a gestão do IPM repense seu posicionamento e faça a antecipação“, afirma o diretor do Sindicato, Valdir Avelino.

De acordo com o que levantou o Sindicato, historicamente 30% dos aposentados e pensionistas utilizam o recurso da antecipação. “Não é um número alto de pessoas. No entanto, são 30% de aposentados e pensionistas que vão enfrentar sérios problemas se a antecipação não for feita. Queremos uma resposta rápida do Governo e esperamos bom senso neste momento“, ressalta a diretora do Sindicato, Cláudia Torres.

Manifestação no IPM

Como a situação é grave e vai prejudicar centenas de pessoas, a realização de uma manifestação em frente ao Instituto de Previdência dos Municipiários na próxima semana não está descartada pelo Sindicato.

A situação está insustentável! Os aposentados e pensionistas não param de ligar no Sindicato por que é crítico o que está para acontecer. Se a posição do Governo não mudar, teremos de ir para a porta do IPM cobrar nossos direitos“, confirma o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

IPM interna

As pessoas estão desesperadas. Algumas venderam seus créditos para os bancos e necessitam dessa antecipação para quitar as dívidas. O Governo não poderia ter deixado para a última hora para avisar de sua decisão. Isso é desumano com os aposentados e pensionistas“, comenta a diretora do Sindicato, Elizete Flosino.

Vale lembrar que também queremos um posicionamento do Governo Municipal quanto a antecipação da primeira parcela do 13º salários dos servidores da ativa. Nosso pedido de reunião na semana passada vai ao encontro de resolver as duas situações“, finaliza Laerte.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui