CTB-SP: Plenária amplia debates na regional de Ribeirão Preto

0
131

A plenária realizada na tarde de quinta-feira, dia 31 de outubro, na Central dos Trabalhadores e Trabalhadoras do Brasil – regional de Ribeirão Preto, gerou uma série de debates sobre a importância da regionalização da Central para o fortalecimento dos trabalhadores em todo o território nacional.

Várias pessoas de diversos Sindicatos estiveram na reunião, que foi realizada na sede do Sindicato dos servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis.

“Essa plenária foi um sucesso, muito rica, pela grande participação de pessoas e Sindicatos e pelo nível do debate que foi estabelecido. Estamos mostrando aos trabalhadores que as regionais terão um papel importante e decisivo na CTB. É o enraizamento da Central em todo o Estado, é a busca de mais unidade e coesão interna. Em breve, teremos a sede da regional Ribeirão implantada e fortalecendo as entidades sindicais dessa região e, consequentemente, aumentando o protagonismo da nossa Central”, fala o presidente da CTB-SP, Onofre Gonçalves.

“A CTB, desde o seu nascimento, procurou estreitar e se aproximar de seus Sindicatos, pois sindicalismo se constrói com as bases. Estamos fazendo este trabalho para sentir as dificuldades, os problemas e as vitórias das regionais. Essa plenária se demonstra vitoriosa pelo público presente e pela compreensão dos participantes da importância de se pensar na organização da regional”, comenta o secretário-geral da CTB-SP, Paulo Nobre.

“Pra nós é muito importante a realização dessa plenária e a regionalização, pois vai aproximar ainda mais a Central dos Sindicatos. Sabemos que existem Sindicatos que não estão filiados a qualquer Central, por desconhecerem o importante trabalho feito por elas. A regional vai mudar este cenário e fortalecer ainda mais a luta dos trabalhadores”, ressalta o presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Tambaú, Cidinho Boava.

“A questão da organização dos trabalhadores é muito recente. Temos que lembrar que de 1964 até 1985 o Brasil viveu sob o julgo de uma ditadura militar, inclusive, os Sindicatos do nosso país eram controlados pelo Estado. Foi a partir da década de 90 que os Sindicatos começaram a crescer, se organizar. O trabalho que podemos fazer através da regional é de juntar os sindicalistas, direcionar o trabalho que é feito por eles, a fim de obter um crescimento orgânico na luta dos trabalhadores. O importante é que cada regional vai poder expressar, em termos sindicais, o que acontece em cada uma delas, e dessa forma fortalecer a luta estadual e nacional dos trabalhadores”, finaliza o diretor de Imprensa e Comunicação da CTB-SP, Donizeti Aparecido Barbosa. 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui