Casa Legal – Programa do Sindicato regulariza imóveis de servidores

0
189

O Programa Casa Legal foi lançado no mês de fevereiro pelo Sindicato dos Servidores e nesse curto período regularizou 37 imóveis. Além disso, existem mais seis pedidos de projeto de regularização, dois de projetos de regularização e ampliação, 15 de projetos de regularização e habite-se e dois de habite-se em andamento, totalizando 62 atendimentos desde o lançamento do Programa.
“Os atendimentos nos surpreenderam demais. Em apenas quatro meses e conseguimos regularizar muitos imóveis. Todo suporte técnico está sendo oferecido aos trabalhadores para que ele tenha a situação do seu imóvel regularizada rapidamente”, diz o arquiteto e urbanista, Éder Silva.
A servidora da Educação, Maria Aparecida Furtado Vilela, há 30 anos espera para ter o imóvel regularizado. Ela, que é cozinheira da EMEI Zilda Cossa D`ávila, no João Rossi, diz que com o Programa Casa Legal o sonho de regularizar o imóvel e ampliá-lo está mais próximo. “Quando compramos o terreno, nós construímos uma edícula. Só que desde então a família cresceu. Hoje moram na casa, meu marido, meus dois filhos e eu. A residência ficou pequena pra gente”, comenta Maria Aparecida. “Nós tentamos regularizar a casa e fazer um projeto para aumentá-la, mas, no particular, uma profissional cobrou da gente R$ 10 mil, o que não teríamos condição de pagar. Através do Casa Legal nós vamos conseguir realizar este sonho e tirar um grande peso de nossas costas. Esse Programa foi ótimo pra gente”, relata a servidora. “No caso da Maria Aparecida o projeto está em fase de conclusão e ainda este mês será protocolado na prefeitura”, afirma Éder Silva.
“Para a Diretoria Atuante é muito gratificante ver que servidores que estavam com imóveis irregulares há anos, agora podem dormir com tranquilidade, pois seus lares estão ficando de acordo com a lei. Problemas antigos foram resolvidos pelo Programa Casa Legal e mais uma vez a Diretoria Atuante mostra que o servidor é prioridade no Sindicato”, afirma o secretário geral da entidade, Valdir Avelino. “É muito comum encontrar pessoas que construíram ou reformaram o seu imóvel, mas não conseguiram regularizar a moradia. Com isso, enfrentam dificuldades no dia a dia, que vão desde financiamento até a venda do imóvel. Foi pensando nestes problemas que o Sindicato lançou o Casa Legal. Felizmente o Programa tem dado um resultado mais que positivo, e a gente espera que muitos outros servidores consigam regularizar seus imóveis através do Casa Legal”, conclui o vice presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
O interessado deve comparecer na sede do Sindicato, na rua Onze de Agosto, 361, nos Campos Elíseos. O atendimento é realizado todas as terças-feiras, das 8h30 às 12 horas.

Na foto – O arquiteto e urbanista Éder Silva, responsável pelo projeto, durante atendimento na sede do Sindicato

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui