Câmara Municipal atende Sindicato e derruba vetos do Governo

0
603

Antes e durante a sessão, a diretoria do Sindicato conversou com cada vereador e explicou a necessidade da derrubada dos vetos.

A Câmara Municipal de Ribeirão Preto entendeu a cobrança feita pela direção do Sindicato e derrubou, em votação englobada, por unanimidade, todos os vetos do prefeito Duarte Nogueira ao Projeto de Lei 66/2020 que trata das diretrizes orçamentárias para o exercício de 2021 (LDO).

Com a derrubada dos vetos, as emendas sugeridas pelo Sindicato que preveem a reposição das perdas salariais dos trabalhadores dos anos de 2018 e 2019 e o pagamento de precatórios da Guarda Civil Metropolitana e do processo dos 5.15% vão constar no orçamento do próximo ano, ao menos que o Governo busque na Justiça (através de Adin) reverter a decisão acertada dos vereadores.

A Lei (derrubada de veto) deverá ser promulgada pelo presidente do legislativo, Lincoln Fernandes, nos próximos dias.

Livrar a Própria Pele

Para a entidade, o que fica claro nos vetos derrubados do prefeito Duarte Nogueira é que o Governo quer, de fato, livrar sua pele das ações coletivas já movidas pelo Sindicato que cobram a reposição salarial dos trabalhadores.

“É mais do que óbvio que o que o prefeito Duarte Nogueira quer é livrar sua pele das ações coletivas movidas por nós. Ele sabe que para não pagar o que deve aos trabalhadores um forte argumento seria a não previsão orçamentária. Porém, sempre estivemos atentos e felizmente todos os vereadores entenderam a demanda da categoria e por unanimidade votaram pela derrubada dos vetos. Uma vitória para os servidores”, diz o presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.

Unanimidade

Antes e durante a sessão, a diretoria do Sindicato conversou com cada vereador e explicou a necessidade da derrubada dos vetos.

“Foi muito importante conversar com os vereadores, explicar a real intenção do Governo com os vetos. Os parlamentares foram muito solícitos, entenderam nossa posição e votaram, por unanimidade, pela derrubada dos vetos”, explica o vice-presidente Valdir Avelino.

“Se somados, todos os vetos propostos pelo Governo atingem no máximo 2% do orçamento, que será de mais de R$ 3,4 bilhões. Índice bem abaixo do que o Governo tem margem para trabalhar. Resumindo, o que o Governo não quer mesmo é pagar o que deve aos trabalhadores”, argumenta o vice-presidente Alexandre Pastova.

“O que garantimos, com a derrubada dos vetos, é que o Governo não encontre desculpa legal para não pagar o que deve e não valorizar os trabalhadores e, claro, mais uma derrota política para o Nogueira. Foi uma vitória importante que garante que as necessidades do servidores constem no orçamento de Ribeirão para o ano que vem”, finaliza o vice-presidente Caio Cristiano.

O Sindicato ainda informa que a vitória da entidade também reflete na defesa de diversos outros setores da sociedade. Como a votação dos vereadores foi englobada, as demais emendas que trarão benefícios ao município como um todo, e seriam vetadas pelo Governo, também tiveram os vetos derrubados.

“Nossa luta foi em prol dos trabalhadores e de Ribeirão como um todo. Brigamos por uma cidade melhor, mais justa e com mais investimentos. Se o Governo for pra Justiça contra a promulgação da Lei, ele estará se posicionando contra toda a sociedade e não apenas contra os servidores municipais”, finaliza Laerte!

Sindicato, o tempo todo com você!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui