Ato das centrais em SP exige queda da taxa de juros no país

0
212

A CTB, a Força Sindical, a CGTB, a UGT e a Nova Central enviaram seus militantes nesta terça-feira (29) à Avenida Paulista, em São Paulo, para exigir que o Banco Central dê continuidade ao processo de redução da taxa de juros no país.

O ato, que também contou com a participação de movimentos sociais, foi realizado em frente à sede paulista do Banco Central. Entre esta terça e quarta-feira, o Comitê de Política Monetária (Copom) do BC estará reunido em Brasília para decidir qual será a nova taxa de juros. Aos gritos de “1, 2, 3, 4, 5, 1000, ou abaixam os juros, ou paramos o Brasil!”, cerca de 200 estudantes e trabalhadores conseguiram chamar a atenção dos transeuntes e explicar para a população o que representa para o país a manutenção de juros exorbitantes.

Para o presidente da CTB, Wagner Gomes, somente com juros menores será possível o Brasil realmente se tornar uma nação desenvolvida, com um parque industrial forte e competitivo, que seja capaz de criar mais empregos e diminuir a desigualdade social.

“Ainda temos a taxa de juros real mais alta do mundo. Apesar das recentes quedas, é preciso dizer que essa redução em conta-gotas não resolve o problema do Brasil”, afirmou o dirigente, referindo-se às duas mais recentes decisões do Copom, de queda de 0,5%, nos meses de setembro e outubro.

Atitude patriota
A expectativa entre os sindicalistas e até mesmo entre o mercado financeiro é de uma nova queda – a terceira seguida durante o governo da presidenta Dilma Rousseff. Atualmente, a taxa de juros se encontra em 11,5%.

Para Wagner Gomes, é fundamental a mobilização de toda a classe trabalhadora pela queda dos juros no Brasil. “Chega de dar dinheiro para banqueiro. Esperamos do Copom uma atitude patriota, em um nível necessário para que o país possa se desenvolver”, afirmou.

Fernando Damasceno – Portal CTB

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui