Após denúncia, 10 Educadores Sociais serão contratados para o SAICA

0
130

Depois que o Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto denunciou a falta de Educadores Sociais no Serviço de Atendimento Institucional de Crianças e Adolescentes – SAICA – em 27 de janeiro, o governo anunciou na manhã de hoje, 17, a contratação de 10 trabalhadores até o mês de abril. A reunião aconteceu com a Diretoria Atuante e os secretários de governo, Marcus Berzoti e de Assistência Social, Maria Sodré.

A contratação será de maneira gradativa, mas já deve amenizar os problemas encontrados pelo sindicato nas últimas visitas ao antigo CACAV. Segundo os trabalhadores, a falta de servidores é o principal obstáculo para garantir a assistência necessária às crianças vitimizadas acolhidas nos abrigos.

No dia 4 de fevereiro, por exemplo, o Sindicato constatou em uma vistoria que havia apenas quatro funcionários por turno para cuidar de 52 crianças. O caso foi repercussão, inclusive, na imprensa de Ribeirão Preto.

Para o Coordenador da Seccional da Semas, Israel Marchiori Junior, a alta demanda e o número baixo de servidores faziam os trabalhadores atuarem no limite de suas capacidades todos os dias. “A contratação de mais educadores vai ‘devolver’ aos servidores do Saica uma rotina de trabalho sadia, por que até então, nós tínhamos que trabalhar três, quatro vezes mais para dar o mínimo de condições de acolhimento às crianças”, disse o coordenador.

Laerte Carlos Augusto, vice-presidente do Sindicato, reforçou que a conquista desses novos profissionais é resultado do intenso trabalho desenvolvido pelo Sindicato que percorre recorrentemente os postos de trabalho. Ele ainda completa que no SAICA existem outros problemas que precisam de atenção do governo. “Nós avaliamos as condições necessárias para que o servidor desenvolva suas atividades e, além da falta de educadores, notamos que o prédio precisa de investimentos estruturais, portanto, também vamos cobrar do governo essas melhorias”, pontuou o vice-presidente. (Imagens da estrutura precária no final do texto)

Israel Marchiori Junior (centro) ao lado da Secretária de Assistência Social e Secretário de Governo

 

SAICA

Serviço de Atendimento Institucional de Crianças e Adolescentes – faz o acolhimento e atendimento às necessidades de crianças e adolescentes que normalmente são vítimas de violência doméstica, física, sexual, psicológica, negligência e abandono. Na maioria das vezes elas são encaminhadas pelo Conselho Tutelar ou Juiz da Vara da Infância e Juventude.

Problemas com a estrutura também preocupam 

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui