Ainda sem proposta, greve continua!

0
159

O quarto dia de paralisações dos servidores, ainda sem proposta do governo,  terminou com a assembleia geral da categoria que aprovou por unanimidade a manutenção da greve. Com a decisão tomada pelos trabalhadores, a greve está mantida por tempo indeterminado. Os servidores também aprovaram um manifesto em frente ao Palácio Rio Branco na segunda-feira,30, a partir das 7:00 horas. Esse será o segundo ato realizado em frente a prefeitura, o primeiro ocorreu na última quarta-feira quando mais de 2 mil servidores fizeram um protesto em frente ao Palácio. Durante esse ato todos os servidores poderão aproveitar para assinar o livro ponto. Mesmo com a chuva que caiu no final da tarde e durante a noite de sexta-feira (27), cerca de mil servidores municipais lotaram a frente do Sindicato para participarem da assembleia. Sem nenhuma proposta, o presidente da entidade que representa os servidores, Wagner Rodrigues, abriu a assembleia falando da decisão da Justiça, que não acatou o pedido da prefeitura e concluiu que a Educação não é serviço essencial, e que os servidores têm o direito de fazer greve.

Lado obscuro

Mais uma vez o Governo Municipal mostra seu lado obscuro e, de forma inescrupulosa, deixa claro que vai utilizar de força contra os trabalhadores. “Como pode um Governo ingressar com uma ação na Justiça pedindo praticamente permissão para utilizar de força policial contra os trabalhadores do DAERP. Na ação que o Governo ingressou na Justiça, ele pede para que se faça o uso de força policial contra trabalhadores, alegando que servidores estão sendo impedidos de trabalhar. Para propor mais este absurdo, o Governo mais uma vez mentiu para a Justiça, já que em nenhum momento foi feito piquete nos locais de trabalho, e o que está prevalecendo, na verdade, é a vontade do servidor, que não aceita mais as incoerências dessa administração. Não bastasse todas as situações ruins que já são impostas por este governo ao servidor em seu dia a dia de trabalho, agora, eles querem autorização da Justiça também para agredir trabalhadores. Não vamos permitir que isso aconteça”, diz o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.

Os trabalhadores e o Sindicato querem que o Governo saia da inércia administrativa e abra o diálogo.

Assista o momento em que mais de mil servidores dizem sim pela manutenção da greve.

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui