A segurança está fora de controle!

0
80

Por Valdir Avelino

Nos últimos seis meses tenho acompanhado os problemas relacionados à segurança das unidades de trabalho no serviço público municipal. Os relatos são impressionantes e absurdos, pois lugares considerados como exemplos em matéria de segurança hoje vivem com os tormentos de roubos e assaltos. E são vários exemplos, como na Saúde e na Educação.
As escolas municipais principalmente, e não precisa ser as periféricas, têm sofrido uma onda de arrombamentos de veículos que estão estacionados em lugares adequados, exclusivos para professores e trabalhadores da educação. Também podemos constatar que assaltos são constantes com os alunos em áreas de nossa região central.
Na Saúde os dois problemas mais recentes estão relacionados às unidades de maior fluxo: a UBDS Central e a da Vila Virginia. Nessa última tivemos o absurdo de uma senhora que estava na expectativa do atendimento ser assaltada no banco de espera. Na UBDS Central o caso chegou ao extremo de quase a concretização de abuso sexual de uma funcionária que estava trabalhando para atender o público. Na Saúde é corriqueiro o sumiço de carimbo de médicos, blocos de atestados, celulares, marmitas e agora assalto a mão armada descaradamente.
Infelizmente esse “privilégio” não é somente das secretarias de Saúde e Educação. Temos também em outras pastas de menores portes. Para dar exemplos, na Assistência Social tivemos o resgate de dois menores que estavam internados em uma casa abrigo por determinação da Justiça. Nem vou mais comentar as demais secretarias onde os servidores vivem no sufoco com insegurança ao desenvolverem suas atividades.
A responsabilidade de tudo isso é a política adota pela Administração. São praticamente subumanas as condições de trabalho da Guarda Civil, pois com um quadro com um pouco mais de duzentos homens, a GCM pouco poderá ajudar nessa questão e veja que existe um esforço muito grande para o desenvolvimento de suas atividades. Além disso, quase dez milhões de reais são gastos com segurança terceirizada o que poderia ser realocado para a preservação do patrimônio que entendemos que é o local físico e principalmente o trabalhador.

* Secretário geral do Sindicato dos Servidores

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui