Serviço público e a verdadeira independência nacional

0
328

Valdir Avelino * 
presidencia@municipais.org.br 
 
Quando realmente se dará a verdadeira Independência do Brasil? Na semana do maior e mais significativo feriado nacional, o 7 de Setembro, o Brasil continua atravessando não só uma persistente crise econômico-social, mas uma desorientação que corrói qualquer esforço de superação das nossas dificuldades. Algumas pessoas não conseguem (ou não querem) enxergar o papel social que o servidor e o serviço público cumprem. O serviço público é responsável pela construção e pela manutenção dos laços que nos unem como sociedade e, assim, é evidente o papel deste trabalho na preservação e na conquista da independência.  
 
Os poderes públicos, os entes da federação e a sociedade civil não se entendem sobre a necessidade de se colocar os interesses públicos no centro do debate sobre os caminhos do desenvolvimento, da emancipação econômica e social e da independência. Essa orientação compromete todo um esforço e o sacrifício de gerações de homens e mulheres na construção de um serviço público inclusivo, eficaz e de qualidade. 
 
O Brasil não precisa, não merece e não pode continuar mergulhado em um mar de incertezas quanto ao papel indispensável do serviço e dos servidores públicos.  A valorização do serviço público e dos servidores é essencial para o processo de reconstrução de independência do estado, com foco, principalmente, no combate às grandes desigualdades existentes em nosso país. A atuação dos nossos servidores está diretamente ligada ao bem-estar da sociedade. Somente através dos nossos servidores e do serviço público é possível assegurar a todos os brasileiros os direitos que já são deles, especialmente para aqueles das camadas mais desassistidas da sociedade. 
 
Assim, não tenho dúvidas de que o trabalho dos nossos servidores públicos, em qualquer ente federativo, está diretamente ligado ao desenvolvimento e a independência nacional. Por isso, valorizá-los com melhores condições de trabalho e salários dignos é garantir uma sociedade melhor para todos os brasileiros, sem exceção.  
 
No feriado da independência, é papel dos sindicatos, das organizações democráticas, populares e progressistas, alertar a população para sempre duvidar dos interesses de quem insiste em dizer que os servidores são vilões. A missão social do servidor público, por essência, é fazer com que a população tenha acesso a seus próprios direitos, pois sabemos que não existe a verdadeira independência sem direitos garantido. 
 
* Presidente do Sindicato dos Servidores Municipais de Ribeirão Preto, Guatapará e Pradópolis

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui