Sindicato fecha Secretaria de Esportes e Centro Cultural

0
105

Dando continuidade à Operação Xô, Sanguessugas, o Sindicato dos Servidores Municipais fechou nesta quinta-feira (10/10) a Secretaria de Esportes e o Centro Cultural Campos Elíseos.
Todos os cargos comissionados, sem vínculo com a prefeitura, foram impedidos de entrar na Cava do Bosque e no Centro Cultural. Mais de quinze pessoas foram barradas pelo Sindicato e pelos servidores que trabalham nos respectivos locais.
“A informação é que existem cerca de 30 trabalhadores e 16 cargos comissionados sem vínculo na Secretaria de Esportes, o que é um grande absurdo. Queremos a moralização do serviço público municipal. O que Ribeirão precisa é de mais servidores concursados, de carreira, e não de sanguessugas, que não trabalham e ficam com o dinheiro da nossa cidade”, fala o presidente do Sindicato, Wagner Rodrigues.
Onde estava o secretário de Esportes?
Onde está o secretário? A pergunta foi feita durante toda a manhã na Secretaria de Esportes, durante a manifestação do Sindicato. Todos os servidores e diretores da entidade que representa a categoria questionaram se realmente é necessária a presença do secretário, Marcelo Palinkas, para que a Secretaria funcione normalmente. Como Palinkas não apareceu, sequer para falar com o Sindicato, e muito menos para executar suas funções, todos têm certeza que não. “Em todas as manifestações que fizemos os secretários e superintendentes compareceram e conversaram com a nossa diretoria, para tomar conhecimento das reivindicações. No Esporte o secretário não deu as caras, nem mesmo para ocupar seu cargo; ou seja, foi completamente omisso, o que é lamentável”, afirma o vice-presidente do Sindicato, Laerte Carlos Augusto.
Protesto inovador:
No protesto realizado na Secretaria de Esportes o Sindicato inovou. Uma pequena piscina cheia de sanguessugas de borracha foi colocada em frente à Cava do Bosque. Os diretores do Sindicato e os servidores que trabalham no local utilizaram varas de pescar para fisgar as “sanguessugas”.
Pulou o Muro!
Um homem que ocupa um cargo comissionado, sem vínculo, na Secretaria de Esportes tentou furar o bloqueio do Sindicato. Avisada por funcionários, a diretoria retirou o homem de dentro de uma sala.
Centro Cultural ou Centro de Perseguição?
No Centro Cultural dos Campos Elíseos a chefe do local, uma ex-candidata a vereadora, além de ocupar um cargo sem vínculo, está perseguindo trabalhadores e dificultando o atendimento à população. Muitos funcionários chegam para trabalhar logo nas primeiras horas do dia, mas, só podem começar a executar suas funções depois que a ex-candidata chega, por volta das 9 horas, pois a mesma bloqueia todos os computadores com a sua senha pessoal.
“É um dos maiores absurdos que já presenciei. A chefe trata os equipamentos do município como particulares. E o que é pior, atrapalha os trabalhos, pois o atendimento só pode ser feito depois que ela chega, e olha que não é cedo”, diz Wagner Rodrigues.
“Passou do momento de moralizar. Queremos todos os comissionados sem vínculo fora da prefeitura. Se o secretário de governo, Osvaldo Ceoldo, não der uma resposta positiva para os servidores e para toda a cidade, com a demissão dos vampiros que sugam os recursos do município, os protestos não vão parar. Se acham que vão nos vencer pelo cansaço estão muito enganados. A Operação Xô, Sanguessugas é um sucesso, e vai continuar até quando for preciso”, finaliza Wagner.
A Operação Xô, Sanguessugas vai continuar com os protestos em outras Secretarias. Aguardem!

DEIXE UMA RESPOSTA

Por favor digite seu comentário!
Por favor, digite seu nome aqui